Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Samsung sofre com falta de chips para celulares no Brasil e Motorola cresce

Samsung mantém liderança na América Latina apesar de problemas com fábricas do Brasil e do Vietnam; Motorola cresce na região

30 nov 2021 12h06
Compartilhar

A escassez de chips vem causando contratempos no Brasil. Segundo a Counterpoint Research nesta segunda-feira (29), a Samsung vem encarando problemas para fabricar os seus celulares Samsung Galaxy devido à falta de semicondutores. Enquanto isso, a Motorola vem aumentando a sua presença pela América Latina.

Samsung Galaxy S21+
Foto: Emerson Alecrim/Tecnoblog / Tecnoblog

Os dados partem de uma análise sobre o mercado local e o impacto da crise de semicondutores na América Latina. Durante o terceiro trimestre de 2021, as remessas da região tiveram um crescimento de 0,7% em relação ao mesmo período do ano anterior. Em relação ao segundo trimestre de 2021, o aumento foi de 3,1%.

Publicidade

Mesmo assim, as companhias estão sendo atingidas pela falta de semicondutores. A analista Tina Lu lembra que o Brasil exige a fabricação local. Dessa forma, o mercado brasileiro foi o mais afetado pela escassez, fenômeno que impactou a indústria de smartphones no 2º trimestre e se aprofundou ainda mais no período seguinte.

Lu também fez observações em relação à Samsung. Ela explica que as remessas da marca sul-coreana foram diretamente impactadas devido aos problemas de fabricação no Brasil e no Vietnã. Como reflexo dessa situação, a marca sul-coreana teve a pior participação de mercado da América Latina dos últimos sete trimestres.

"A Samsung continuou a ser a líder na região, mas essa queda de volume permitiu que sua concorrente mais próxima, a Motorola, diminuísse a diferença", disse. "A Motorola está melhorando a disponibilidade de seus produtos na região. Ela continuou a liderar o mercado mexicano enquanto melhorava sua posição na Argentina e no Brasil."

Participação de mercado na América Latina entre o terceiro trimestre de 2020 e de 2021
Foto: Reprodução/Counterpoint Research / Tecnoblog

Samsung é líder, mas teve queda acentuada no 3º trimestre

Observemos os números. No 3º trimestre de 2020, a Samsung alcançou uma participação de mercado de 45,3%. Mas houve uma queda no mesmo período do ano seguinte para 35,6%. Já a Motorola foi de 19,8% (2020) para 23,2% (2021). A Xiaomi e a Apple tiveram um market share de 10,4% e 3,7%, respectivamente, neste ano.

Publicidade

Ainda segundo a consultoria, a Samsung é líder em três países quando o assunto é volume de vendas: Brasil, México e Argentina. "A Motorola liderou o mercado mexicano e foi um forte segundo lugar na Argentina e no Brasil", informaram. "Em todos os outros países da América Latina, sua segunda posição foi conquistada pela Xiaomi."

Com informações: Counterpoint Research

Samsung sofre com falta de chips para celulares no Brasil e Motorola cresce

Fique por dentro das principais notícias de Tecnologia
Ativar notificações