Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

"Prestem mais atenção", diz cofundador da ethereum sobre crash das criptomoedas

25 mai 2022 12h09
Compartilhar

O cofundador da ethereum, Gavin Wood, disse que os investidores em criptomoedas precisam estar mais cientes do que está apoiando seus investimentos após uma debandada no mercado que eliminou mais de 800 bilhões de dólares de seu valor.

"Espero que as pessoas prestem mais atenção ao que está representando mal o nome da moeda quando se envolvem em uma economia de comunidade, ecossistema", disse Wood à Reuters durante o Fórum Econômico Mundial de Davos.

Publicidade

As empresas de criptomoedas e blockchain ocuparam os holofotes na reunião deste ano de líderes empresariais e políticos, apesar do mercado ter desvalorizado nas semanas que antecederam o evento, com a oitava maior criptomoeda Luna se tornando praticamente sem valor.

Wood estava participando pela primeira vez para falar sobre uma nova parceria entre seu projeto blockchain Polkadot com o Projeto Liberty do bilionário norte-americano Frank McCourt.

Blockchains são como registros públicos que mantêm históricos de transações em redes de computadores e, juntamente com criptomoedas, são amplamente não regulamentados.

"A internet não tem um conceito real de legalidade, porque legalidade é algo que é determinado por nações soberanas", disse Wood em entrevista.

Publicidade

A nova parceria visa descentralizar o controle da web e dar aos usuários mais controle de seus dados, disse Wood.

"A tecnologia não pode evitar que as pessoas cometam erros, mas pode ajudar aqueles que querem entender melhor os fatos do mundo, o que estão comprando", disse Wood.

O homem de 42 anos, que também cunhou o termo Web3, também fundou a Web3 Foundation, que apoia a reorganização da web de grandes empresas, como a Alphabet, proprietária do Google, para usuários individuais.

Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Fique por dentro das principais notícias de Tecnologia
Ativar notificações