Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Pílula antirressaca começa a ser comercializada no Reino Unido

O medicamento pode reduzir a concentração de álcool no sangue em 50% já nos primeiros 30 minutos depois do consumo de bebida alcoólica

5 jul 2022 - 16h39
Compartilhar
Pílula antirressaca começa a ser comercializada no Reino Unido
Pílula antirressaca começa a ser comercializada no Reino Unido
Foto: Pixabay

Myrkl, um medicamento com a proposta de prevenir ressacas, começou a ser comercializado no Reino Unido na segunda-feira, 4. A pílula funciona por até 12 horas e a orientação é de que sejam tomados dois comprimidos ao menos duas horas antes de começar a beber.

O remédio foi desenvolvido pela empresa farmacêutica De Faire Medical em parceria com o Instituto de Ciência e Saúde Pfützner, da Alemanha. Ele foi criado originalmente na década de 1990, mas foi sendo aperfeiçoado ao longo dos anos.

Publicidade

Conforme estudos, o medicamento pode reduzir a concentração de álcool no sangue em 50% já nos primeiros 30 minutos depois do consumo de bebida alcoólica. 

Conforme resultados publicados na revista científica Nutrition and Metabolic Insights, as pessoas que ingeriram os comprimidos e beberam duas doses de vodca tinham 70% menos álcool no sangue uma hora depois, em comparação com os indivíduos que não tomaram. 

A pílula tem em sua composição as bactérias Bacillus Coagulans e Bacillus Subtilis, o aminoácido L-Cisteína e a vitamina B12 e o remédio decompõe o álcool no intestino antes de chegar ao fígado.

Segundo o jornal O Globo, o diretor executivo da Myrkl, Håkan Magnusson, disse que o remédio não deixa totalmente livre de ressaca, pois há outros mecanismos envolvidos no processo, como a desidratação.

Publicidade

"Embora Myrkl não seja de forma alguma concebido como uma desculpa para beber além das diretrizes do NHS (serviço Nacional de Saúde inglês), estamos realmente convencidos de que Myrkl é um produto revolucionário", afirmou Magnusson.

A pílula, por enquanto, não será vendida em lojas e só está disponível no site da empresa.

Fonte: Redação Terra
Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações