Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Foto que Lula postou com petistas duplicados viraliza entre bolsonaristas

PT definiu a questão como um "erro técnico" decorrente da junção de nove imagens para formar a visão panorâmica

4 jul 2022 - 13h21
(atualizado às 14h06)
Compartilhar
Caminhada do PT em Salvador
Caminhada do PT em Salvador
Foto: Ricardo Stuckert

Uma foto publicada pelo perfil do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), às 10h46 do sábado (2), tem militantes petistas duplicados. Durante o fim de semana, a imagem dominou o debate nas redes bolsonaristas, com acusações de que o PT fez uma montagem para dar a impressão de que havia mais militantes do que na realidade. No mesmo dia, que celebra a independência da Bahia em 1823, o presidente Jair Bolsonaro (PL) promoveu uma motociata em Salvador.

O PT definiu a questão como um "erro técnico" decorrente da junção de nove imagens para formar a visão panorâmica. Postagens irônicas ou críticas à publicação acumularam, em dois dias, mais de 176 mil compartilhamentos no Facebook e 330 mil visualizações no YouTube.

Publicidade

No Twitter, a foto também foi apontada como montagem por parlamentares e políticos como o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), os deputados federais Eduardo Bolsonaro (PL-SP), Bia Kicis (PL-DF) e Carla Zambelli (PL-SP), o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) e o ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira (PP-PI). Só essas seis publicações totalizaram 82 mil interações até a manhã desta segunda-feira (4).

A imagem, registrada pelo fotógrafo Ricardo Stuckert — que faz parte da equipe de comunicação do petista —, de fato mostra pessoas repetidas em diversos pontos. Em entrevista ao G1, Stuckert disse que a foto panorâmica compartilhada no Twitter é resultado da junção de nove imagens: "Eu fiz nove fotos para pegar o ângulo todo. E aí o que que acontece? Quando eu estava fotografando, o drone vai mexendo. Só que as pessoas estavam mexendo. O que aconteceu? As pessoas mexem, duplicou, e na hora que software junta todas as nove fotos para fazer esse 180 graus, ele não juntou direito porque as pessoas mexeram. Foi uma sobreposição."

A equipe do petista definiu a questão como um "erro técnico" no registro panorâmico. Em câmeras digitais e celulares, o efeito panorâmico une diversas imagens, registradas em um movimento contínuo da câmera, para dar a sensação de que a lente alcançou um espaço maior. Após as críticas, Lula postou uma nova foto, sem duplicações, e também um vídeo da passeata feito por um drone.

Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações