Patrocínio

Conheça escola bilíngue que filho de Ivete Sangalo se formou na Bahia

Marcelo concluiu o Ensino Fundamental em Salvador; cantora comemorou momento nas redes sociais

15 jun 2024 - 05h00
Resumo
O filho mais velho de Ivete Sangalo, Marcelo, se formou na Pan American School of Bahia, uma instituição de ensino bilíngue, onde a maioria dos conteúdos são trabalhados no inglês.
Conheça escola bilíngue que filho de Ivete Sangalo se formou na Bahia
Conheça escola bilíngue que filho de Ivete Sangalo se formou na Bahia
Foto: Reprodução/Instagram/Pan American School of Bahia

O filho mais velho de Ivete Sangalo, Marcelo, se formou no Ensino Fundamental em Salvador, na Bahia. A cantora comemorou a conquista nas redes sociais nesta quinta-feira, 13. 

"Meu amor, minha vida, meu filho. Novos passos e a minha torcida será sempre sua. Muito aprendizado, muitas novas experiências e desafios. Estou ao seu lado, certa de que suas conquistas serão gigantes como você", escreveu ela na publicação.

Publicidade

A escola em que o rapaz se formou é a Pan American School of Bahia, uma instituição de ensino bilíngue, onde a maioria dos conteúdos é trabalhada no inglês. Fundada em 1960, é a única escola internacional da Bahia, de acordo com a diretoria, e oferece três diplomas aos alunos: americano, brasileiro e Bacharelado Internacional (IBDP). 

Semelhante ao americano, o ensino é dividido em quatro etapas:

Educação infantil

  • Early Childhood: Pre K-2, Pre K-3, Pre K-4 e Kindergarten (jardim de infância);

Ensino fundamental 

Publicidade
  • Elementary School: 1º ao 5º ano
  • Middle School: 6º ao 8º ano

Ensino médio

High School: 9º ao 12º ano

O calendário escolar também é inspirado no calendário dos Estados Unidos. O ano letivo começa em julho e termina em junho, onde o primeiro semestre é finalizado em meados de dezembro e o segundo e último começa no fim de janeiro e vai até junho. 

No site da instituição, a direção explica que se baseia em cinco pilares para lecionar e oferecer uma grade bastante completa. Sendo:

  • Whole Child Education: o estudante é estimulado e conduzido para se tornar especialista e protagonista da sua jornada de aprendizado; 
  • Digital Fluency: onde o aluno adquire conhecimento para o da tecnologia em diversas áreas. 
  • Future Fluency: desenvolvimento de Soft Skills – habilidades essenciais como pensamento crítico, criatividade, tomada de decisão, liderança empática, entre outras.
  • 3 C’s Based Education: “Conceptual Learning, Competence Learning, Character Learning”, que são desenvolvimento conceitual amplo; aquisição de competências para aplicar conceitos, atitude e fortalecimento de valores.
  • International Mindedness: Mentalidade inclusiva, desenvolvimento pleno da autonomia e propósito.

Dentro disso, os alunos podem participar de programas extracurriculares como grêmio estudantil (STUCO), Clube TED-Ed, Clube de Astronomia, Clube de Investimentos, música e entre outros, ou esportes. Tudo oferecido dentro da própria escola, chamado “Programa de Afterschool”. Dependendo do nível, os estudantes podem até participar de torneios e competições nacionais e internacionais

Instituição se baseia no ensino norte-americano
Foto: Reprodução/Pan American School of Bahia

Sobre as instalações, além do esperado como salas de aula, por exemplo, a escola possui piscina olímpica, biblioteca e quadra esportiva. Outro diferencial é a atuação dos pais.

Publicidade

Com uma Associação de Pais e Mestre, há possibilidades de que o responsável se ofereça para colaborar na realização de eventos e ter mais envolvimento nas atividades por voluntariado. Há também uma associação para os ex-alunos. 

No painel de universidades onde há alunos da Pan, há instituições renomadas de vários países. Entre eles, estão Mc Gill University do Canadá, University of Oxford da Inglaterra, Johns Hopkins University e Stanford dos Estados Unidos, University of Melbourne da Austrália e NYU Shanghai na China. 

Ao que tudo indica, o ingresso é bem disputado. A escola aceita novos alunos através de admissões, onde são feitas entrevistas e avaliações com um diretor acadêmico. Segundo a instituição, algumas turmas possuem um nível alto de interessados, então, em alguns casos, há filas de espera. 

Quais são as 10 melhores faculdades brasileiras, segundo o TopUniversities Quais são as 10 melhores faculdades brasileiras, segundo o TopUniversities

Fonte: Redação Terra
Fique por dentro de vestibulares, Enem e dicas para a sua carreira!
Ativar notificações