Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Projeto Comprova e Consórcio de Veículos de Imprensa recebem Prêmio ANJ de Liberdade de Imprensa

Iniciativas de cooperação entre empresas jornalísticas atuam para combater a desinformação durante a pandemia de covid-19

1 dez 2021 19h21
| atualizado às 19h29
Compartilhar

O Projeto Comprova e o Consórcio de Veículos de Imprensa, iniciativas das quais O Estado de S.Paulo faz parte, receberam nesta quarta-feira, 1º, o Prêmio ANJ de Liberdade de Imprensa 2021. A premiação, que está em sua 13ª edição, reconheceu a importância do trabalho de cooperação entre empresas jornalísticas para combater a desinformação durante a pandemia de covid-19.

Formado em 2018, o Projeto Comprova é uma coalização de veículos de mídia que trabalha para combater a desinformação em sites, aplicativos de mensagens e nas redes sociais. Hoje, a coalizão é formada por 33 veículos de todas as regiões do país.

Publicidade
O editor-chefe do projeto e coordenador de cursos da Abraji, Sérgio Lüdke, o diretor-presidente do Grupo Estado, Francisco Mesquita Neto, e Flávia Faria, diretora do Delta Folha, núcleo de dados da Folha de S. Paulo; Projeto Comprova e o Consórcio de Veículos de Imprensa receberam o Prêmio ANJ de Liberdade de Imprensa 2021.
Foto: Divulgação/ANJ / Estadão

Já o Consórcio de Veículos de Imprensa foi criado em 2020 para reunir e divulgar dados confiáveis sobre a pandemia no Brasil. Fazem parte do Consórcio os jornais O Estado de S.Paulo, Folha de S.Paulo, O Globo e Extra, além dos portais UOL e G1.

Para o presidente da Associação Nacional de Jornais (ANJ), Marcelo Rech, o mundo vem atravessando uma crise de confiança, na qual mentira e verdade se confundem, e a desinformação pode matar pessoas. "O jornalismo profissional e os veículos de comunicação são hoje a última barreira de contenção para a insanidade que toma conta de populações inteiras, à mercê dos absurdos que circulam nas redes sociais e nas grandes plataformas de tecnologia", afirmou, durante a entrega do prêmio.

Francisco Mesquita Neto, diretor-presidente do Grupo Estado, vice-presidente da ANJ e responsável pelo Comitê de Liberdade de Expressão da entidade, afirmou que "só com livre acesso às informações de seu interesse as pessoas podem formar suas visões de mundo, tomar suas decisões, fazer suas escolhas". Destacou ainda que, mais do que um direito de jornais e jornalistas, "a liberdade de imprensa é um valor essencial da cidadania".

Flávia Faria, diretora do Delta Folha, núcleo de dados do jornal Folha de S.Paulo, recebeu o prêmio em nome do Consórcio de Veículos de Imprensa. "É uma parceria que nasceu em um momento em que nos vimos diante da ameaça do governo federal de restringir o acesso aos números diários da pandemia. E não custa lembrar que sonegar informações à imprensa é omitir informações à sociedade."

Publicidade

Representando o Comprova, Sérgio Lüdke, editor-chefe do projeto e coordenador de cursos da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), saudou o trabalho de todas as organizações que fazem checagem no Brasil e destacou o papel do jornalismo colaborativo. "Um propósito comum é o motor da colaboração. Um propósito comum motiva muito mais do que a concorrência. E, para o jornalista, não há propósito maior do que levar ao seu público informação apurada com rigor e precisão e que ajude as pessoas a formar suas opiniões com base em conteúdos autênticos, em dados e fatos verdadeiros."

Está gostando da notícia? Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações