Tire a ideia do papel e crie hoje o site para o seu negócio com até 35% de desconto

Como lidar com o trânsito na volta ao trabalho presencial?

Sem poder se movimentar, a sensação de frustração é comum; para ajudar os motoristas a relaxar, Waze e a plataforma de meditação Headspace se uniram

23 out 2021 05h10
Compartilhar

Entrar no carro e dirigir, especialmente em uma grande cidade, pode ser motivo de estresse. Para quem ficou em home office e agora precisa voltar ao presencial é ainda pior: como se acostumar novamente ao trânsito? E para quem trabalha dirigindo, como não deixar que essa rotina afete sua saúde mental e até a saúde física?

Fabiana Villas Boas, 34 anos, é mestre em psicologia clínica pela USP e afirma que se irritar com o trânsito é normal, já que enfrentar congestionamentos é o oposto da ideia de mobilidade. "Lidar com essa frustração exige recursos emocionais, como paciência e uma boa condição de avaliar a realidade. Não dá para se programar para qualquer evento imaginando que o trânsito será tranquilo."

Publicidade

Para ajudar os motoristas a lidar com o tempo de deslocamento, o aplicativo de navegação Waze se uniu à plataforma de meditação Headspace. Ao utilizar o tema da parceria, os usuários podem aprender sobre relaxamento e concentração, além de ser lembrados de focar no presente. "Muitas vezes, quando dirigimos, nossa mente está em qualquer lugar, menos no trajeto", explica Erin Bellsey, chefe de programas de marcas do Waze.

"Ao dirigir, o trânsito pode afetar o nosso humor, os níveis de estresse e o bem-estar físico e mental. Mas, e se aproveitarmos a oportunidade para apreciar o momento?", avalia.

A novidade, além de ajudar o motorista com as tradicionais indicações de caminhos e avisos sobre o trânsito, estimula que a pessoa preste atenção ao que está acontecendo ao seu redor. Antes de iniciar um novo trajeto, por exemplo, a voz pede para se acomodar no banco do carro e atentar para a sensação do volante sob as mãos e dos pedais sob os pés.

"O que você consegue perceber agora?" é uma das perguntas feitas pelo aplicativo para que o motorista foque o momento presente. Outras frases sugerem: observe os arredores e perceba a beleza da jornada.

Publicidade

Saúde mental e trânsito

Harry Avon Jr., de 49 anos, é autônomo e trabalhava como motorista de aplicativos. Hoje, faz entregas pela mesma plataforma. Para ele, é comum passar entre 8 e 10 horas por dia nas ruas de São Paulo. Com a mudança de passageiros para entregas, o tempo no volante aumentou. "Aqui, ou você se acostuma com as condições do trânsito ou terá um estresse a mais", adverte. "Procuro ouvir músicas suaves e não me irritar com o que o outro faz. E mantenho o bom humor conversando com os passageiros."

Fabiana diz que não adianta buscar soluções que não sejam viáveis. O primeiro passo é entender qual a realidade na qual a pessoa está inserida. "Se preparar para o que é real acarreta um tanto de frustração, mas também permite que consigamos lançar mão de ferramentas mais adequadas para lidar com o problema. Conhecer as condições de mobilidade da sua cidade, bem como as potências e limites pessoais, auxilia na escolha do melhor caminho."

Por isso, de acordo com a psicóloga, conhecer as próprias necessidades e condições é fundamental. "Qual negociação consigo mesmo é mais viável? A pessoa que tem carro vai ter que escolher, por exemplo, entre sair de casa mais cedo ou encarar as horas de congestionamento. Ou avaliar outras alternativas, como moto, bicicleta, fluxos de carona, transportes públicos."

Segundo Morgan Selzer, vice-presidente de conteúdo da Headspace, o objetivo da parceria é chegar aos usuários onde eles passam muito tempo. "Oferecemos técnicas divertidas de atenção plena que podem ajuda-los a descobrir mais alegria em sua jornada", completa.

Publicidade

O impacto na saúde mental também pode ser percebido na saúde física. O estado de alerta constante durante o trânsito pode gerar sintomas como irritabilidade, preocupações e medo exacerbado. Segundo Fabiana, o estresse também pode se manifestar no corpo com sintomas como cansaço, tensão muscular, dores, náuseas e queda de cabelo. "Esses sintomas exigem uma atenção para si mesmo, para rever os modos de vida. Cada um vai precisar olhar para si e descobrir o que lhe faz bem."

A parceria entre Waze e Headspace está disponível em inglês, francês, espanhol e português. Para ativar a experiência, o usuário deve acessar o aplicativo Waze, clicar em "Meu Waze" e selecionar "Dirigir com Headspace". Além disso, a plataforma de meditação também criou uma playlist de sons personalizados para ouvir no volante - acesse aqui.

Números do trânsito

6 cidades do Brasil estão entre as 100 com mais trânsito em 2020, segundo relatório da empresa Tomtom: São Paulo, Rio, Recife, BH, Fortaleza e Salvador.

50% foi a redução no trânsito em ao menos 20 dias de abril de 2020, em comparação com 2019.

Publicidade
Está gostando da notícia? Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações