Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Brasil aplicou mais de 94 milhões de doses de reforço contra covid

País já imunizou 165.639.167 de pessoas com duas doses ou dose única até as 20 horas desta quarta

25 mai 2022 20h45
| atualizado às 20h55
Compartilhar

O Brasil aplicou até esta quarta-feira, 25, um total de 94.189.022 de doses de reforço contra a covid-19. Apesar deste alcance nas doses de reforço, em algumas faixas etárias a adesão está aquém do esperado, sem contar que os novos registros de internações preocupam. O cenário epidemiológico encontra-se com avanço no número de mortes e de estagnação da vacinação.

O País superou a média móvel de 100 mortes diárias em 12 dos últimos 15 dias.  Em 6 de maio, o Brasil tinha 94 mortes por dia, em média. Na sexta-feira, 20, atingiu 109.

Publicidade

O novo avanço ocorre no momento em que se observa uma estagnação nos números de vacinação e o Boletim Infogripe da Fiocruz alerta que os casos de covid voltaram a predominar entre as causas de internação por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e já respondem por 41,8% dos registros.

Em relação às doses de reforço,  91.218.006 foram aplicadas para 3.ª dose, enquanto 2.971.016 destinadas à quarta dose.

O número de vacinados com a 2.ª dose ou dose única contra a doença está em 165.639.167, o equivalente a 77,1%. No acumulado, o País já imunizou 178.272.688 (82,98%) de pessoas com ao menos uma porção até as 20 horas de hoje.

Ao considerar a vacinação pediátrica (para crianças de 5 a 11 anos), o País já 12.290.836, o que corresponde a 59,95% deste público.

Publicidade

Nas últimas 24 horas, o País administrou 535.991 doses de vacinas, de acordo com os dados do consórcio de veículos de imprensa formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL em parceria com 27 secretarias estaduais de Saúde, em balanço divulgado às 20h. Até este horário apenas 14 Estados haviam informado dados sobre vacinação.

O balanço da campanha de vacinação contra a covid é resultado da parceria entre os seis meios de comunicação que passaram a trabalhar, desde o dia 8 de junho de 2020, de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 Estados e no Distrito Federal. A iniciativa inédita é uma resposta à decisão do governo Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia, mas foi mantida após os registros governamentais continuarem a ser divulgados.

Em termos proporcionais, Piauí é o Estado que mais vacinou sua população até aqui: 93,21% dos habitantes receberam ao menos a primeira dose. O Estado de Roraima apresenta o percentual mais baixo de indivíduos vacinados com uma dose: 62,27%. Em números absolutos, o maior número de vacinados com a primeira dose está em São Paulo (42 milhões), seguido por Minas Gerais (17 milhões) e Rio de Janeiro (14 milhões).

Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações