Tire a ideia do papel e crie hoje o site para o seu negócio com até 35% de desconto

Após fala de Paulo Antunes gerar reações negativas, ESPN Brasil exalta vacinação contra a Covid-19

Emissora do Grupo Disney reafirma, em comunicado, seguir rigorosos protocolos sanitários durante a pandemia de coronavírus. Paulo Antunes havia defendido Kyrie Irving

16 out 2021 11h15
| atualizado às 11h51
Compartilhar

Uma frase do comentarista dos canais Disney Paulo Antunes gerou debate nas redes sociais, nesta sexta-feira. O analista defendeu o armador da NBA Kyrie Irving, durante o programa "ESPN League", que optou por não se vacinar contra a Covid-19 - pandemia que já fez mais de 600 mil mortes no Brasil. A ESPN Brasil divulgou um comunicado, neste sábado.

Paulo Antunes está na ESPN Brasil desde 2006 (Arquivo Pessoal)
Foto: Lance!

Em contato com o LANCE!, o Grupo Disney exaltou o esquema de vacinação para a imunização contra a Covid-19 e reforçou que suas equipes seguem rígidos protocolos sanitários para manter as atrações esportivas no ar (veja abaixo). O canal ficou por mais de uma ano sem praticamente nenhum dos seus programas sendo gravados com 100% da capacidade normal nos estúdios durante a pandemia.

Publicidade

Desde o começo de 2020, quando iniciou o surto mundial da Covid-19, a emissora optou por não levar seus comentaristas, jornalistas e apresentadores para as cabines de transmissão de jogos ou estúdio, para a gravação de programa. A opção foi digitalizar o processo, por meio de chamadas de vídeo. Em setembro de 2021, já com o andamento da vacinação no Brasil, a ESPN anunciou o retorno aos trabalhos presenciais.

A fala de Paulo Antunes aconteceu durante a atração "ESPN League", enquanto os comentaristas da atração debatiam sobre a adesão de jogadores de basquete da NBA à vacinação nos Estados Unidos. Contudo, o armador Kyrie Irving, do Brooklyn Nets, gerou polêmica por ser contra a medida sanitária e assumir não se vacinar.

ESPN BRASIL VALORIZA VACINAÇÃO CONTRA O CORONAVÍRUS

Paulo defendeu o atleta e recebeu críticas. Confira o que disse o comentarista e a repercussão negativa nas redes sociais. Segue o comunicado da ESPN Brasil.

Publicidade

- A Disney reforça seu posicionamento a favor de todos os protocolos de biossegurança contra o Covid-19, dentre eles a vacinação. Nossas equipes permaneceram mais de um ano trabalhando de forma remota e conseguimos entregar um conteúdo de alta qualidade para os fãs do esporte nesse período. O retorno aos estúdios em setembro de 2021, tem sido realizado de forma escalonada e ainda com restrições de distanciamento e com o uso permanente de máscaras. Isso só foi possível devido a vacina ter sido aplicada em grande escala na população, incluindo em nossos colaboradores.

DADOS DA COVID-19 NO BRASIL

No Brasil, foram registrados 602.727 óbitos e 21.626.028 casos de coronavírus por conta da doença desde 2020, segundo dados do G1. Já a vacinação, que iniciou no começo de 2021, segue ocorrendo no país. Dados oficias apontam que 48% dos brasileiros ou residentes do Brasil estão 100% imunizados.

Assim como no Brasil, nos Estados Unidos, casos de pessoas, como o atleta norte-americano, que estão optando por não receber a vacina contra a Covid-19 têm chamado a atenção no país. A Associação dos Jogadores da NBA chegou a tomar uma atitude sobre a decisão destes esportistas.

Publicidade
Está gostando da notícia? Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações