Tire a ideia do papel e crie hoje o site para o seu negócio com até 35% de desconto

Vazio sanitário do algodão e do feijão começa em Minas

Com objetivo de reduzir incidência de pragas nas lavouras, IMA estima fiscalização presencial em 124 propriedades no estado

22 set 2021 11h36
Compartilhar

Foto: Istock

Começou na última segunda-feira (20/9) o vazio sanitário do algodão e do feijão nas lavouras de Minas. O Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), vinculado à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), é o responsável pela fiscalização do manejo no estado com o objetivo de reduzir a incidência do bicudo do algodoeiro, mosaico dourado e mosca branca nas plantações. Essas pragas causam prejuízos econômicos aos produtores.

Publicidade

Neste ano, exclusivamente presencial, a expectativa é fiscalizar 124 propriedades, sendo 50 de algodão e 74 de feijão. Durante a medida, os produtores não podem cultivar ou manter plantas vivas e remanescentes de safras anteriores.

"O cumprimento do manejo contribui para reduzir o número de ocorrências das pragas e aumentar saúde e produtividade da lavoura. Se detectadas quaisquer tipos de inconformidades durante a fiscalização, o produtor é notificado e tem um prazo máximo de 10 dias para erradicar as plantas presentes na propriedade", alerta o gerente de Defesa Sanitária Vegetal do IMA, engenheiro agrônomo Nataniel Nogueira.

A lavratura de auto de infração ocorre somente se, após esse prazo concedido, o produtor não tiver feito a erradicação das plantas voluntárias de algodão e de feijão.

"Ou seja, aquelas que nascem espontaneamente nas áreas produtivas e que devem ser eliminadas para não servirem de hospedeiras para as pragas", explica o engenheiro agrônomo.

Quando solicitado pelo produtor, o IMA autoriza a semeadura e a manutenção de plantas vivas mediante assinatura de Termo de Compromisso e Responsabilidade, nos casos de plantios destinados à pesquisa científica ou à produção de semente genética.

Algodão

O vazio sanitário do algodão vale para as plantações de todo o estado durante dois meses entre os dias 20/9 e 20/11. Nas propriedades com áreas irrigadas localizadas abaixo de 600 metros de altitude, o manejo acontece de 30/10 a 30/12.

Publicidade

Feijão

Já o vazio sanitário do feijão, acontece simultaneamente com o Distrito Federal e Goiás, pois fazem fronteira com Minas, potencializando os resultados positivos da medida. O manejo ocorre por 30 dias, entre 20/9 e 20/10. É realizado somente na região Noroeste do estado, importante polo produtor.

Como planejar uma safra e monitorar sua fazenda?

Otimizar o plantio, ficar de olho no Clima para avançar com os trabalhos no campo e observar o desenvolvimento da cultura para evitar perdas são algumas das decisões que você produtor rural precisa tomar durante a safra. 

O Agroclima Pro é um serviço de tecnologia da Climatempo que utiliza o conhecimento meteorológico. Com ele você pode acessar o histórico de dados de Clima para sua fazenda e pode detectar áreas com menor vigor vegetativo. Além disso, você fica sabendo como será a demanda hídrica da sua lavoura nos próximos 15 dias e ainda consegue identificar os melhores dias e horários para realizar as pulverizações. 

Faça parte da maior comunidade AGRO!

Publicidade

O canal oficial da Climatempo no Telegram fornece conteúdos diários e exclusivos sobre o Clima e previsão para a agricultura. Quero fazer parte!

Está gostando da notícia? Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações