Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Dezembro com La Niña: veja como fica o clima em todo o Brasil

A primavera tem sido bastante chuvosa em áreas do centro e norte do Brasil. Apesar da chuva, a tendência é que o calor persista ao longo deste mês.

2 dez 2021 13h42
| atualizado em 3/12/2021 às 00h40
Compartilhar

Foto: iStock

O mês de dezembro já começou com chuva em vários estados do país e a tendência é que nos próximos dias as precipitações avancem ainda mais para o norte do Brasil. São esperados volumes expressivos, o que pode resultar em chuvas acima da média em áreas do norte de Minas Gerais, no Espírito Santo, Goiás, parte de Mato Grosso e em boa parte das Regiões Norte e Nordeste.

Publicidade

Por outro lado, a chuva segue abaixo da média no Sul, em São Paulo, Mato Grosso do Sul e na metade sul de Mato Grosso. Dezembro será marcado por temperaturas elevadas na maior parte do país, com calor acima da média no Sul, no Sudeste e em grande parte do Centro-Oeste.

Confira a previsão completa do clima por Regiões

Região Sul 

A chuva enfraquece nos três estados e deve cair de forma bastante irregular ao longo do mês, ficando abaixo da média. Nas áreas mais ao sul do Rio Grande do Sul e no leste de Santa Catarina, os acumulados mensais devem ficar próximos da média climatológica. Vale ressaltar que o mês de dezembro não é de grandes volumes acumulados na Região.

De modo geral, a média climatológica varia entre 50 e 100mm, no entanto, devido à influência do La Niña, os acumulados ainda devem ficar mais baixos que o normal. O calor ainda segue predominando no Sul do país e a tendência é que fique acima da média para o mês de dezembro.

A explicação para a pouca chuva é devido ao rápido avanço das frentes frias e outros sistemas frontais sobre a Região, que não trarão chuvas significativas. Devido a pouca chuva e aos dias ensolarados, a tendência é que as temperaturas fiquem mais altas e o calor predomine especialmente no estado do Rio Grande do Sul.

Publicidade

Região Sudeste

A chuva acontece de forma irregular, com acumulados abaixo da média histórica em grande parte da Região Sudeste, com exceção do norte de Minas Gerais, do Espírito Santo e do norte do Rio de Janeiro. Em São Paulo, no centro-sul de Minas e no Triângulo Mineiro, a chuva será menos intensa que o normal, mas sem potencial para estiagens.

O calor será intenso, com temperaturas acima da média especialmente em São Paulo e no Rio de Janeiro. Nas outras áreas, a influência da formação de grandes corredores de umidade deixa as temperaturas mais baixas e próximas da normalidade.

Região Centro-Oeste

Em dezembro, a chuva será mais intensa sobre áreas do centro e norte do Brasil, especialmente sobre o norte e oeste de Mato Grosso. Por outro lado, em Mato Grosso do Sul e no sul de Mato Grosso, as pancadas serão eventos bastante irregulares. Nas áreas com maiores acumulados previstos (em Mato Grosso e no norte de Goiás), podem ocorrer novos eventos de invernada, ou seja, muita chuva e temperaturas amenas. Vale salientar que o excesso de chuva pode atrapalhar os tratos culturais, atrasando assim a produção da nova safra.

Região Nordeste

A chuva fica acima da média em toda a Região, embora isso ainda não implique em grandes acumulados no leste e norte do Nordeste, por conta da época do ano. A chuva mais intensa se concentra ao longo do mês no interior dos estados da Bahia, Piauí e Maranhão. Por outro lado, os meteorologistas observam uma redução na infiltração marítima ao longo do mês, que acarreta menos chuva em áreas costeiras. Nestas áreas, as temperaturas ficarão mais altas que o normal.

Publicidade

Região Norte

A previsão é de chuva forte e acima da média em boa parte da Região. Pouca chuva é prevista para o estado de Roraima, onde o calorão acima do normal também será destaque ao longo do mês. O norte do Tocantins também terá chuva abaixo da média climatológica. Por conta da precipitação frequente, a temperatura ficará próxima da média na Região Norte.

Temperatura em dezembro de 2021

O mapa mostra a anomalia da temperatura máxima estimada para dezembro de 2021. Os tons em azul indicam que a temperatura máxima vai ficar abaixo da média climatológica. O tom rosado indica temperatura dentro da média e os tons alaranjados e vermelhos, representam temperaturas acima da média climatológica.

 

Foto: Climatempo

Frentes frias e ZCAS

Segundo a meteorologista Ana Clara Marques, responsável pelas previsões de clima na Climatempo, a tendência é que ao longo do mês de dezembro 3 a 4 frentes frias avancem pelo centro-sul do país, mantendo as áreas de instabilidade ativas e espalhando chuva especialmente pelo interior do Brasil.

Além disso, a maioria destas frentes vão favorecer a formação de novos corredores de umidade pelo interior do país (chamados Zona de Convergência do Atlântico Sul - ZCAS), atravessando o Norte, Centro-Oeste e o Sudeste.

Publicidade
Está gostando da notícia? Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações