Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Cantareira pode fechar o mês com chuva dentro da média

Chuva dos próximos dias tende a elevar de forma significativa o volume de chuva nos reservatórios que abastecem a Grande SP. Confira!

26 jan 2022 09h51
Compartilhar

Foto: IStock

Com a chuva das últimas semanas, o nível dos reservatórios que abastecem a Grande SP vem subindo aos poucos neste início de mês. Na atualização desta quarta-feira, 26 de janeiro, o volume operacional do Cantareira era de 30,3%, segundo dados da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo(SABESP). Confira os dados atualizados de todos os Sistemas Produtores que abastecem a Região Metropolitana de São Paulo:

Publicidade
Foto: Climatempo

Fonte: Sabesp. Disponível em Portal dos Mananciais

Neste mês de janeiro de 2022 choveu 179,5mm no sistema Cantareira. Sendo que a climatologia é de 263,7mm.

Confira o volume de chuva acumulado nos últimos anos, neste mesmo período:

Janeiro de 2021 acumulou 181,6mm

Publicidade

Janeiro de 2020 acumulou 199,2mm

Janeiro de 2019 acumulou 222,8mm

Janeiro de 2018 acumulou 276,7mm

Com isso, até o momento, são 4 anos seguidos com janeiro registrando chuva abaixo da média no Sistema Cantareira.

Publicidade

Situação é preocupante

Após a ultima crise vivida em São Paulo, foi adotada uma série de medidas para a segurança hídrica. O Sistema Integrado, por exemplo, agora permite que as regiões possam ser abastecidas por mais de um sistema, diminuindo assim, o risco de faltar água de uma forma mais generalizada.

No entanto, mesmo com a interligação dos Sistemas e mesmo com o aumento da chuva entre o final de 2021 e o começo de 2022, o volume de água armazenada ainda não é suficiente para garantir o abastecimento durante os meses mais secos ao longo do ano. A chuva continua abaixo da média para os padrões deste período, até o momento. É muito importante evitar o consumo excessivo de água. 

Janeiro vai terminar com chuva volumosa nas áreas de captação

A boa notícia é que entre os últimos dias de janeiro e o começo de fevereiro, a chuva vai aumentar bastante no estado de São Paulo e há previsão para grandes volumes, inclusive nas áreas de captação dos reservatórios.

A possível formação de uma ZCAS vai contribuir para a chuva frequente e volumosa por vários dias consecutivos, o que pode elevar o nível dos reservatórios, fazendo o Cantareira fechar o mês com chuva dentro da média.

Publicidade
Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações