Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Justiça recebe denúncia contra Geraldo Pudim por corrupção

17 mai 2011 - 19h22
(atualizado às 21h07)
Compartilhar

A Justiça de Campos dos Goytacazes (RJ) recebeu denúncia oferecida pelo Ministério Público (MP) contra Geraldo Roberto Siqueira de Souza, o Geraldo Pudim (PMDB), por crime de corrupção eleitoral nas eleições municipais de 2004, quando era vice-prefeito. Além dele, também foram denunciados pelo mesmo motivo Suledil Bernardino da Silva, Magnólia Pereira Gama Vasconcelos, Sebastião Coutinho das Dores, Keity Ribeiro Figueiredo do Rosário e Cosme Rangel do Rosário.

A denúncia narrou que, com o objetivo de obter votos para Geraldo Pudim no segundo turno das eleições municipais de 2004, e sob a determinação dele, os cinco demais denunciados deram e ofereceram títulos de crédito chamados Cheque-Cidadão, no valor de R$ 100 (cada um), a eleitores residentes em Campos. Em 28 de outubro daquele ano, agentes do Grupo de Apoio aos Promotores de Justiça do MP-RJ e a PM, cumprindo mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Eleitoral, acharam 145 talões de Cheque-Cidadão, além de cópias de título de eleitor, fichas de cadastro do programa social do governo do Estado e material de campanha do então candidato Pudim nas casas de dois denunciados.

Publicidade

As eleições de 2004 no municípios chegaram a ser anuladas e realizadas novamente em 2006. No segundo pleito, Alexandre Mocaiber (PDT) foi eleito prefeito, enquanto que Pudim, apoiado pelo casal Rosinha e Anthony Garotinho, ficou em segundo lugar.

Em 2006, Pudim foi eleito deputado federal. No entanto, ele chegou a ter o mandato cassado por ter sido beneficiado por obras de asfaltamento realizadas pelo governo estadual em Sapucaia, durante a campanha. O caso veio à tona quando o pivô da cassação, o vereador Fabrício Baião (PSC), de Sapucaia, disse em um discurso que havia um acordo feito por Garotinho com políticos locais para apoio a Pudim em troca de asfaltamento de ruas, o que gerou a ação do Ministério Público Estadual. Contudo, ele conseguiu reaver o cargo.

Com informações de Jornal do Brasil e O Dia.

Fonte: Terra
Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações