Tire a ideia do papel e crie hoje o site para o seu negócio com até 35% de desconto

Uber lança opção de pagar e 'furar fila'; veja como funciona

Sem revelar valores, a empresa diz que as viagens prioritárias custarão "um pouco mais" do que as do UberX

14 out 2021 23h36
| atualizado em 15/10/2021 às 07h34
Compartilhar
Logo da Uber REUTERS/Brendan McDermid
Foto: Reuters

Nos últimos meses, em meio à alta da gasolina no Brasil, passageiros do Uber estão tomando 'chá de cadeira' para conseguir embarcar nas viagens pelo aplicativo. Reagindo às reclamações, a empresa anunciou nesta quinta-feira, 14, o recurso Uber Prioridade, em que usuários poderão pagar para embarcar mais rápido.

A função será disponibilizada inicialmente em Campinas (SP), Curitiba (PR) e Belém (PA) - o Uber afirma que a opção funcionará na região central das cidades, onde a espera pelo embarque tem sido mais longa. Sem revelar valores, a empresa diz que as viagens prioritárias "custarão um pouco mais do que as do UberX (viagens populares do aplicativo)" e resultarão em mais ganhos para os motoristas.

Publicidade

O Uber Prioridade vai aparecer como mais uma opção na tela do passageiro depois que ele digitar o endereço de destino. Segundo o Uber, o horário de funcionamento do recurso não é fixo e acompanha a dinâmica de movimentação da cidade. Motoristas poderão aceitar ou não as viagens prioritárias.

Preços altos

As reclamações de cancelamento de viagens cresceram nos últimos meses entre os passageiros do Uber e de outros apps de transporte.

Parte do problema se deve à alta dos combustíveis no País, que dificulta a operação dos motoristas - a taxa de 10,25% acumulada pela inflação nos 12 meses terminados em setembro teve como principais contribuições os combustíveis (2,40 pontos porcentuais, sendo a gasolina responsável por 1,93 ponto porcentual individualmente).

Em comunicado nesta quinta, porém, a empresa cita outro motivo para o lançamento do Uber Prioridade. "Como acontece no fim do ano e com a maior flexibilização das medidas restritivas de combate à covid-19, a tendência é de que haja um aumento no número de solicitações de viagens e que o uso da plataforma seja ainda mais constante", afirmou.

Publicidade

Em setembro, o Uber adotou reajustes para diminuir prejuízo dos motoristas: a empresa informou que, na região metropolitana de São Paulo, os valores de ganhos com viagens UberX seriam reajustados em até 35%. A revisão das taxas está sendo feita também em outras cidades, mas os percentuais podem mudar de acordo com as regiões. Segundo a empresa, os reajustes são apenas nos ganhos para os motoristas, e não devem afetar os usuários. Além disso, o Uber firmou uma parceria com os postos Ipiranga para, de forma permanente, oferecer cashback de até 4% nos combustíveis para pagamentos pelo aplicativo da rede.

O aplicativo 99, rival do Uber, também vêm sofrendo com o problema. A empresa reajustou no mês passado os ganhos dos motoristas parceiros entre 10% e 25% em todo o Brasil - a empresa define o percentual com base em fatores como localização, distância e categoria.

Está gostando da notícia? Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações