Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Às vésperas de fim do estado de emergência, Brasil tem 16,1 mil novos casos de Covid

Dados não incluem informações de São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Tocantins, Roraima, Minas Gerais, Maranhão, Mato Grosso do Sul e DF

21 mai 2022 19h26
| atualizado às 19h54
Compartilhar

O Brasil registrou 16.194 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, o que eleva o total de infectados pela doença no país a 30.778.607, conforme dados divulgados pelo Ministério da Saúde neste sábado, 21. O país também registrou mais 35 mortes causadas pelo coronavírus e, com isso, o total de óbitos alcançou 665.528, diz a pasta.

Não foram atualizados os dados de São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Tocantins, Roraima, Minas Gerais, Maranhão, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal. O ministério informou em nota que termina no domingo, 22, o estado de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (ESPIN), causado pela pandemia da Covid-19 no Brasil.

Publicidade

"Para tomar esta decisão, o governo federal considerou a capacidade de resposta do Sistema Único de Saúde (SUS), que foi fortalecido durante a ESPIN, a melhora no cenário epidemiológico no país e o avanço da campanha de vacinação", disse a pasta.

Foto: Reuters

Foram distribuídas 487 milhões de doses do imunizante contra o coronavírus, cerca de 83% da população brasileira tomou a primeira dose e 76% estão com o esquema vacinal primário completo. Além disso, mais de 82 milhões de pessoas tomaram a dose de reforço.

Segundo o ministério, o Brasil registra queda de mais de 85% na média móvel de casos e óbitos pela Covid-19, em comparação com o pico de casos ocasionados pela variante Ômicron, no começo deste ano.

"Os critérios epidemiológicos, com pareceres das áreas técnicas da pasta, indicam que o país não está mais em situação de emergência de saúde pública nacional", enfatizou.

Publicidade

A portaria que oficializou o fim do ESPIN foi publicada no Diário Oficial da União no dia 22 de abril de 2022. Vigente desde fevereiro de 2020, este foi o ato normativo do governo federal que resultou na criação de medidas de prevenção, controle e contenção adotadas para o enfrentamento da Covid-19.

Mesmo com o fim do estado de emergência, o ministério reiterou que nenhuma política pública de saúde será interrompida e que é importante continuar a adesão à campanha de vacinação.

Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações