Tire a ideia do papel e crie hoje o site para o seu negócio com até 35% de desconto

Homofobia contra Gil do Vigor: 5 meses depois, entenda a 'punição' sugerida dentro do Sport

Comissão de Ética do Leão sugeriu "advertência por escrito" ao advogado Flávio Khoury. Nas redes sociais, Gilberto lamentou o desfecho: 'É triste'

21 out 2021 14h38
Compartilhar

Depois de cinco meses, a comissão de ética do Conselho Deliberativo do Sport apresentou, na última terça-feira, o desfecho sobre as ofensas homofóbicas de um conselheiro do clube contra Gil do Vigor, torcedor do Leão e ex-BBB. A decisão da cúpula foi sugerir uma 'advertência por escrito' a Flávio Koury.

Gilberto foi vítima de ataques homofóbicos de um conselheiro do Sport (Reprodução / Twitter / Anderson Stevens)
Foto: Lance!

Apesar de protocolada, a decisão ainda não é definitiva. O desfeche do caso, segundo o presidente do Conselho Deliberativo do Sport, Pedro Lacerda, será debatido no próximo encontro do grupo, que acontece em novembro.

Publicidade

- A comissão de ética apresentou o relatório ao Conselho. Eu, como presidente, vou avisar aos conselheiros que a próxima reunião do órgão será para votação da apreciação do parecer feito pela comissão - disse ao 'ge'.

Conselheiro acusado, Flávio Koury não concorda com a punição por escrito.

- Eu pessoalmente não concordo. Não vi naquele episódio do áudio que foi vazado indevidamente um ato ilícito - afirmou.

Nas redes sociais, Gilberto lamentou o parecer da comissão de ética formada para apurar o caso.

Publicidade

- Não deixarei de amar o meu clube, mas o dia de hoje não foi fácil após essa notícia! Tento não ler sobre, fingir que não aconteceu, pois me traz lembranças que não gosto de lembrar. É triste - escreveu Gil do Vigor.

ENTENDA O CASO

Em maio deste ano, após uma visita de Gil do Vigor à Ilha do Retiro, áudios com ataques homofóbicos de Flávio Koury foram vazados por um dos membros do Conselho deliberativo.

- Se ele tivesse feito essa dancinha na casa dele ou no bordel, ou onde ele quisesse, eu não estava nem aí. Mas foi dentro da Ilha do Retiro, né rapaz. Isso é uma desmoralização. Isso é ausência de vergonha na cara. É isso que a gente está vivendo. Esses tempos novos que estão falando, é isso. Não tem mais respeito - disse o conselheiro.

Publicidade

- 1, 2 milhões de visualizações, arretado. 1, 2 milhões de pessoas achando que o Sport só tem "veado", só tem "puto", só tem "galinha", só tem "bixa". É bom, muito bom. Um marketing arretado, vai vender é camisa rapaz. A "veadagem" todinha vai comprar, vai ser lindo - concluiu Flávio Koury.

O caso gerou a revolta de torcedores e outros membros do Conselho Deliberativo do Sport, que pediram a expulsão do advogado do clube.

Show Player
Fique por dentro das principais notícias de Futebol
Ativar notificações