Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Bustos se revolta com gol anulado e diz que Santos merecia vencer o Ceará

21 mai 2022 22h02
Compartilhar

O Santos ficou no empate de 0 a 0 com o Ceará na noite deste sábado, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro, na Arena Barueri. O resultado não agradou nada o técnico Fabián Bustos, que deixou o gramado revoltado com a arbitragem de Savio Pereira Sampaio.

Na visão do treinador, o árbitro errou ao anular um gol de Baptistão após consular o VAR e entender que Jhojan Julio cometeu uma falta na origem da jogada.

Publicidade

"Creio que merecemos ganhar, fomos superiores, criamos as situações mais claras, mas faltou tranquilidade. Faltou o passe para o gol no primeiro tempo. Criamos situações. No segundo tempo, criamos o gol incrivelmente legítimo. Não entendo quando o VAR chama quando o árbitro que estava a dois metros da jogada e disse para seguir. O VAR não tem que interferir. Ele manda seguir e anulam o gol de maneira incrivelmente mal anulado. Não há por que anular", disse.

"Contra o São Paulo, era um lateral nosso e terminou com o pênalti e gol. Não entendo porque o VAR chama o árbitro nessa jogada, quando vê que ele mandou o jogo seguir na transição. O Ceará não tem culpa, é fruto do trabalho. Com um jogador a menos, eles fizeram a coisa certa. Nos faltou tranquilidade. Dava para ganhar. Temos que melhorar. Faltou tato e melhores triangulações para fazermos o gol", completou.

O argentino ainda destacou que o lance acabou afetando o rendimento dos jogadores dentro de campo. A polêmica ocorreu justamente em um momento em que os donos da casa encurralavam os rivais.

"Obviamente que isso afeta mentalmente. Abaixa um pouco a concentração, a intensidade e a parte emocional. O jogador pode ter capacidade física 10, capacidade técnica 10, mas se estiver mentalmente mais ou menos, não vai render igual. Essa jogada acabou nos afetando", analisou.

Publicidade

Apesar da frustação com o resultado, Bustos fez questão de enaltecer a torcida do Santos. Quase 26 mil pessoas estiveram presentes na Arena Barueri para acompanhar o embate.

"A torcida foi espetacular. Torceu e vibrou o tempo todo. Aplausos à torcida porque foi o mais bonito da noite. Foi espetacular como eles se comportaram. Para mim, que não sou brasileiro e sempre quis estar aqui, é uma festa linda. O Santos não é apenas o Santos da Vila Belmiro. Óbvio que é nossa casa, mas tem muitos torcedores em São Paulo. A gente se programou para jogar aqui", comentou.

Com o resultado, o Alvinegro Praiano subiu, momentaneamente, para a quarta colocação, com 11 pontos, dois a menos que o líder Corinthians, que encara o São Paulo neste domingo, na Neo Química Arena.

Agora, o Santos volta as suas atenções para a Sul-Americana. Nesta terça-feira, às 19h15 (de Brasília), a equipe recebe o Banfield-ARG na Vila Belmiro precisando apenas vencer para avançar de fase.

Publicidade
Show Player
Gazeta Esportiva
Fique por dentro das principais notícias de Futebol
Ativar notificações