Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Ceará busca CBF para cobrar Palmeiras por dinheiro da venda de Arthur Cabral

Clube cearense acredita que tem direito a receber metade dos 30% do lucro da venda do atacante quando saiu do Baseul-SUI para a Fiorentina-ITA. Verdão não se vê em débito

1 jul 2022 - 14h57
(atualizado às 14h57)
Compartilhar

Nesta sexta-feira, o Ceará procurou a CNRD (Câmara Nacional de Resolução de Disputas) da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), para tentar receber do Palmeiras um valor ao qual acredita ter direito referente à venda de Arthur Cabral do Basel-SUI para a Fiorentina-ITA. A informação foi publicada pelo GE e confirmada pelo LANCE!.

Arthur Cabral rendeu dinheiro a Palmeiras e Ceará que divergem sobre valores (Foto: Divulgação/Fiorentina)
Arthur Cabral rendeu dinheiro a Palmeiras e Ceará que divergem sobre valores (Foto: Divulgação/Fiorentina)
Foto: Lance!

GALERIA

Publicidade

TABELA

Segundo o clube cearense, ele deveria receber metade dos 30% do lucro em cima da próxima transferência do atleta. Quando deixou o Basel, Arthur foi vendido para a Fiorentina por R$ 92 milhões. Já na saída do Alviverde para o clube suíço, o valor foi de R$ 27 milhões. O lucro (mais valia) foi de R$ 65 milhões, sendo que 30% disso teria ido para os cofres do time paulista, cerca de R$ 19,5 milhões.

Acontece que o Verdão afirma não ter recebido esse valor, uma vez que negociou com os suíços a venda desse percentual no fim de 2021, antes mesmo da mudança do atacante para a Itália. Dessa forma, não teria débitos com os cearenses. Oficialmente, o Palmeiras apenas se manifestará sobre o caso nos órgãos competentes.

Já o Ceará bate na tecla que teria que receber aproximadamente R$ 12 milhões, ou seja, R$ 9,75 milhões referentes ao lucro, mais R$ 2,2 milhões em relação ao mecanismos de solidariedade da Fifa. Por isso, acionou a CNRD para cobrar essa quantia dos dirigentes alviverdes. Uma definição sobre o caso, porém, devem acontecer em 2023.

Publicidade

Vale lembrar que na ida de Arthur para o Basel, Palmeiras e Ceará dividiram os direitos econômicos do atleta e receberam metade do valor total da transferência (R$ 13,5 milhões cada um).

Show Player
Fique por dentro das principais notícias de Futebol
Ativar notificações