Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Adesanya mantém título no UFC 276; brasileiros brilham no card

Outro campeão que defendeu o posto, Alexander Volkanosvki manteve o posto nos penas

3 jul 2022 - 06h39
Compartilhar

Um dos mais aguardados eventos do Ultimate nos últimos anos, o UFC 276 realizado em Las Vegas (EUA), na noite de sábado (2), entregou grandes combates para os fãs. A luta principal, no entanto, deixou a desejar. Israel Adesanya manteve o título dos médios ao superar o desafiante Jared Cannonier por decisão. Outro campeão que segue com a coroa é Alexander Volkanovski. O australiano defendeu o título dos penas com sucesso e abriu 3 a 0 na trilogia contra Max Holloway.

Adesanya manteve o título dos médios na luta principal do UFC 276 (Foto: Reprodução/ESPN)
Adesanya manteve o título dos médios na luta principal do UFC 276 (Foto: Reprodução/ESPN)
Foto: Lance!

O Brasil foi bem representado no show do UFC 276. Alex Poatan nocauteou Sean Strickland e se tornou o principal candidato ao posto de próximo desafiante de Adesanya nos médios. Já André Sergipano chegou ao quinto triunfo seguido na companhia e deve figurar no Top 10 dos médios. Por fim, Pedro Munhoz e Sean O'Malley viram o promissor confronto terminar em "No Contest" (sem resultado).

Publicidade

Campeão, Adesanya vence em luta morna

Nos dois rounds iniciais, Israel Adesanya foi controlando a distância e mostrando sua já conhecida velocidade para aplicar os golpes, mas sem tanta agressividade. Jared Cannonier, por sua vez, não apresentava riscos aos campeão. Já no terceiro assalto, o desafiante começou a ensaiar a luta agarrada, até que levou o nigeriano para a grade e trabalhou no clinch.

Após o terceiro round, existia a expectativa que o combate fosse ficar mais animado, porém isso não se confirmou. O americano pouco fazia para incomodar o campeão e o confronto seguiu em um ritmo morno até o fim do quinto assalto. Por decisão unânime, Adesanya manteve o título no UFC 276 e chegou a quinta defesa de título na categoria até 83kg.

Publicidade

Volkanovski controla Holloway e mantém título

Controlado a distância, Alexander Volkanovski foi se movimentando, fintando e criando um volume de golpes sobre Max Holloway no primeiro assalto. O havaiano teve um grande momento no round inicial, mas não conseguiu conectar golpes significativos na segunda etapa. Além disso, ainda viu o campeão acertar um golpe de encontro que abriu um profundo corte em seu supercílio.

O ritmo do co-main event do UFC 276 seguiu semelhante nos dois rounds seguintes. Volkanovski permaneceu se movimentando e controlando a luta. Guerreiro, Holloway buscou alternativas para sair da armadilha, mas "The Great" parecia sempre um passo a frente.

Publicidade

No fim dos cinco rounds, Volkanovski venceu pela terceira vez Holloway e manteve o cinturão peso-pena em sua quarta defesa de título. Já "Blessed" volta a ser derrotado.

Poatan nocauteia e fica perto de title shot

Logo no começo do confronto, Alex Poatan colocou alguns golpes e chutes, enquanto Sean Strickland andava o tempo todo para frente e se mantinha no raio de ação do perigoso striker. Quando percebeu uma brecha, o multicampeão no Glory - evento de Kickboxing - encaixou um cruzado de esquerda que desmontou o adversário. Pereira ainda conectou mais um soco até o árbitro Jason Herzog interromper.

Publicidade

Em três lutas no UFC, Poatan manteve o 100% de aproveitamento e desafiou o campeão Israel Adesanya. Ambos já se enfrentaram duas vezes no Kickbobing e o brasileiro venceu as duas. Já Strickland, que era o quarto colocado dos médios, perdeu a série de seis vitórias seguidas dentro da categoria.

Pedro e O'Malley termina sem resultado

O primeiro round foi bastante equilibrado e cada lutador apresentou a sua arma. Pedro Munhoz colocou diversos low kicks, enquanto Sean O'Malley usava a maior envergadura para aplicar golpes retos no brasileiro. No segundo assalto, o americano acertou uma dedada não intencional no olho do paulista, que não conseguiu retornar para o combate. Em um anticlímax no UFC 276, o combate terminou como "No Contest" (sem resultado).

Publicidade

Pedro chega ao terceiro combate sem vitória no peso-galo do Ultimate, enquanto O'Malley interrompe a série de três vitórias seguidas.

Sergipano domina e vence Hall

André Sergipano teve um controle do octógono desde o primeiro minuto de luta. O brasileiro começou melhor na trocação, sem deixar Uriah Hall se sentir à vontade e atacar com maior efetividade. Muniz aproveitou o domínio e levou a luta para o chão no card preliminar do UFC 276.

Publicidade

Já no segundo assalto, Sergipano voltou a derrubar, trabalhou a posição e chegou a parar na montada, mas não conseguiu finalizar. O panorama se repetiu no terceiro round. No fim, o brasileiro venceu por decisão unânime, chegou ao quinto triunfo seguido e deve entrar no Top 10 dos médios. Já Hall conhece o segundo revés seguido.

CONFIRA OS RESULTADOS

UFC 276

T-Mobile Arena, em Las Vegas (EUA)

Sábado, 02 de julho de 2022

Card principal

Publicidade

Israel Adesanya derrotou Jared Cannonier por decisão unânime dos jurados

Alexander Volkanovski derrotou Max Holloway por decisão unânime dos jurados

Alex Poatan derrotou Sean Strickland por nocaute no 1R

Bryan Barberena derrotou Robbie Lawler por nocaute técnico no 2R

Publicidade

Pedro Munhoz e Sean O'Malley terminaram em "No Contest" (luta sem resultado)

Card preliminar

Jalin Turner finalizou Brad Riddell com uma guilhotina no 1R

Publicidade

Jim Miller finalizou Donald Cerrone com uma guilhotina no 2R

Ian Garry derrotou Gabe Green por decisão unânime dos jurados

Dricus Du Plessis derrotou Brad Tavares por decisão unânime dos jurados

André Sergipano derrotou Uriah Hall por decisão unânime dos jurados

Publicidade

Maycee Barber derrotou Jessica Eye por decisão unânime dos jurados

Julija Stoliarenko finalizou Jessica-Rose Clark com uma chave de braço no 1R

Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações