Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

D'Alessandro e Taison apoiam Edenilson após denúncia contra lateral do Corinthians

15 mai 2022 - 16h38
Compartilhar

O meio-campista Edenilson acusou o lateral-direito Rafael Ramos, do Corinthians de injúria racial na noite deste último sábado, no Beira-Rio. Via redes sociais, o atleta recebeu apoio de companheiros e ex-colegas de Internacional, como Taison e D'alessandro.

Taison, uma liderança no vestiário colorado, se pronunciou em seu Instagram com a mensagem "Um por todos e todos por um". O jogador marcou o Edenilson na publicação.

Publicidade

Foto: Gazeta Esportiva

(Foto: Reprodução/Instagram)

Já D'ale, que recentemente se aposentou do futebol, publicou uma foto com os dizeres "contra o racismo", também marcando Edenílson na postagem.

O próprio meio-campista colorado usou seu Instagram na noite de sábado para explicar o que aconteceu e reafirmar sua acusação. "Boa noite pessoal. Passando aqui apenas para me pronunciar, eu sei o que ouvi. Realmente não reagi provavelmente da forma que deveria, pois foi a primeira vez que isso aconteceu comigo e me incomoda o fato de ficar chamando atenção de outra forma que não seja jogando futebol (quem me conhece sabe). Ser xingado pelo tom da minha pele, minha reação foi a de não paralisar a partida, pois o jogo estava bom e, ao mesmo tempo, eu não queria que tomasse a proporção que tomou justamente por nunca ter passado por isso."

Publicidade

"Eu procurei o atleta para que ele assumisse e me pedisse desculpas, afinal, todos erramos e temos o direito de admitir, no meu modo de ver as coisas. Mas o mesmo continuou a dizer que eu havia entendido errado. Eu não entendi errado, o procurei pelo respeito que tenho por alguns integrantes do Corinthians e para que ele pudesse ter uma chance de se redimir, pois independente da nossa cor o caráter falará mais alto. Enfim, peço desculpas por não estar preparado para reagir a algo desse tipo", concluiu.

Entenda o caso

O Corinthians empatou com o Internacional por 2 a 2 neste último sábado. Perto dos 30 minutos do segundo tempo, o meio-campista Edenílson acusou o lateral Rafael Ramos de tê-lo chamado de "macaco". Roberto de Andrade, diretor de futebol do Alvinegro, disse que Rafael afirmou ter dito "mano c…".

Segundo informações divulgadas pelo UOL, o jogador foi preso em flagrante e foi detido no posto policial do Beira-Rio. O atleta foi liberado mediante pagamento de fiança, estipulada em R$ 10 mil.

Publicidade

Corinthians se pronunciou em seu site oficial e redes sociais sobre o caso envolvendo seu lateral-direito. Em nota, o clube afirmou que, "coerente com seus 111 anos de história, repudia e não compactua com o racismo". Além disso, que ouviu a versão do jogador português e que ele, "seguro de que não proferiu injúria racial, fez questão de se explicar a Edenilson, no vestiário do Internacional".

Rafael Ramos falou em zona mista sobre o caso. "Estou aqui de consciência e cabeça limpa para explicar o que aconteceu. Foi puramente um mal-entendido entre mim e o Edenílson. Inclusive, depois do jogo, já fui ter com ele e tivemos uma conversa tranquila, expliquei a verdade daquilo que eu tinha dito."

"Tivemos uma conversa tranquila. Ele ainda mostrou um pouco de receio de se passar de mentiroso, mas eu disse que ele não era mentiroso, que apenas entendeu as palavras errado. Apertamos a mão, desejo boa sorte e foi isso que aconteceu", complementou.

Show Player
Gazeta Esportiva
Fique por dentro das principais notícias de Futebol
Ativar notificações