Uefa estuda punição a jogador acusado de injúrias após jogo da Eurocopa

Competição europeia tem vivenciado momentos de tensão entre torcidas e demonstrações de nacionalismo em partidas

21 jun 2024 - 14h05

A Uefa anunciou, nesta sexta-feira (21), que está investigando o caso de um jogador acusado de discriminação na Eurocopa. Mirlind Daku, da Albânia, proferiu com um megafone gritos de "put* Macedônia" após o empate de sua equipe com a Croácia, por 2 a 2.

Foto: Lance!

Além disso, as duas torcidas também estão sendo investigadas por cânticos que pediam pela morte do povo sérvio. A situação, inclusive, fez com que a Federação Sérvia de Futebol ameaçasse deixar a competição, o que não deve acontecer, ao menos em primeira instância.

Publicidade

Um inspetor de ética e disciplina foi nomeado para a investigação. Há a probabilidade de que as federações croata e albanesa sejam punidas com sanção financeira, enquanto Daku pode ser suspenso por alguns jogos. Em suas redes sociais, o atleta se desculpou pelo ocorrido.

- Como todo jogador, nesses momentos as emoções estão em outro nível. Só quem está dentro de campo consegue entender. É difícil explicar a sensação de jogar pela Albânia. Desculpa se ofendi alguém depois do jogo contra a Croácia. Pedir perdão é para os homens, e sinto a obrigação moral e profissional de fazê-lo por todos aqueles que foram feridos - disse Daku.

Fique por dentro das principais notícias de Futebol
Ativar notificações