Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Real Madrid cobra 'respostas e explicações' por confusão antes da final da Liga dos Campeões

Decisão com o Liverpool, vencida pelo time espanhol, foi atrasada por uma série de incidentes violentos na entrada dos torcedores ao Stade de France

3 jun 2022 - 09h57
(atualizado às 09h57)
Compartilhar

Quase uma semana depois da confusão que precedeu a final da Liga dos Campeões entre Liverpool e Real Madrid, no sábado passado, a diretoria do time espanhol veio a público nesta sexta-feira para cobrar "respostas e explicações" às autoridades em relação ao tratamento que torcedores do time espanhol receberam no Stade de France, nos arredores de Paris.

"Pedimos respostas e explicações para determinar quem foram os responsáveis por deixar nossos torcedores abandonados e indefesos. Torcedores que, em situações normais, exibem conduta exemplar em qualquer momento", registrou o clube, em comunicado.

Publicidade

O clube espanhol questionou a escolha da Uefa por sediar a final no Stade de France, como substituto de São Petersburgo - a cidade russa foi preterida como retaliação à invasão da Rússia na Ucrânia. "Gostaríamos de saber as razões e os critérios usados para levar a este jogo para este estádio, levando em conta as experiências que tivemos naquele dia (final)."

A partida entre Liverpool e Real, vencida pelo time espanhol por 1 a 0, foi precedida de diversos problemas envolvendo, na maioria, torcedores do clube inglês. Muitos não conseguiram entrar, mesmo exibindo ingressos genuínos. Outros, sem bilhete ou com entradas falsas, pularam a entrada e assistiram ao jogo das arquibancadas.

Houve relatos ainda de abuso por parte de seguranças na entrada do estádio. Câmeras mostraram uso de gás no rosto de torcedores em situações normais, sem violência. As filas se acumularam em algumas entradas, o que atrasou o início da partida em 37 minutos, algo raríssimo em jogos organizados pela Uefa.

O Liverpool fez sua reclamação logo após o jogo ao mencionar que seus torcedores foram os mais prejudicados. Houve também problemas do lado do Real, tanto na entrada quanto na saída. O clube espanhol reclamou de episódios de violência ao fim da partida, no lado externo do estádio.

Publicidade

"O que deveria ter sido um maravilhoso festival de futebol para os torcedores se tornou rapidamente uma série de eventos infelizes, que causaram um senso de ultraje em todo o mundo", criticou o Real.

O caso ainda gerou repercussão interna na França por conta de declarações de autoridades, que acusaram torcedores ingleses de portarem ingressos falsos. Um deles apontou que no estádio havia entre 30 mil e 40 mil fãs com entradas falsas ou sem ingressos, declaração que gerou polêmica entre situação e oposição no legislativo francês.

Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações