Tire a ideia do papel e crie hoje o site para o seu negócio com até 35% de desconto

Marquinhos diz que Neymar foi mal interpretado em polêmica de "última Copa do Mundo"

19 out 2021 21h53
| atualizado às 21h53
Compartilhar

Por conta de dores musculares, Neymar desfalcou o Paris Saint-Germain na vitória por 3 a 2 sobre o RB Leipzig, nesta terça-feira, pela Liga dos Campeões. Mesmo sem ter entrado em campo, o craque brasileiro foi assunto na entrevista coletiva do zagueiro Marquinhos, após a partida.

Amigo de Neymar, Marquinhos falou sobre a recente fala do camisa 10, que afirmou que a Copa do Mundo de 2022, no Catar, será sua última. Para o defensor, a declaração foi mal interpretada.

Publicidade

"Acho que ele foi muito mal interpretado. Ele só não sabe como será depois da Copa do Mundo, se estará depois de 4 anos em alto nível. Tem que estar muito bem para representar a Seleção Brasileira. Ele está muito focado para essa e se Deus quiser vai trabalhar tranquilamente para estar na próxima. Eu também espero estar nessa e na outra (em 2026) junto com ele. A gente vai trabalhar para isso, pensando passo a passo", disse à TNT Sports.

"A gente tem jogos importantes aqui, depois temos jogos importantes na Seleção nos preparativos para Copa do Mundo, que chega muito rápido. É muito longe ficar pensando no futuro, daqui quatro anos. É trabalhar tranquilamente, é isso que a gente conversa sempre. Isso que ele quis dizer, vai focar nessa (Copa do Mundo) para estar bem e depois ver a outra", completou.

Neymar e Marquinhos estiveram com o Brasil nas três rodadas das Eliminatórias Sul-Americanas da Data Fifa de outubro. Menos de um dia depois da vitória sobre o Uruguai por 4 a 1, em Manaus, a dupla já estava em Paris. O zagueiro falou sobre o apertado calendário e a dificuldade imposta pela maratona de jogos por clube e seleção.

"Realmente é bastante desgastante tudo isso. É inevitável pelos problemas da temporada passada, acumularam datas que temos de cumprir o mais rapidamente. A gente tenta se recuperar o mais rápido possível, trabalhar o sono e alimentação para estarmos sempre disponíveis na equipe. Hoje foi um grande jogo, a equipe conseguiu fazer essa vitória e creio que a gente vem crescendo cada vez mais", explicou.

Publicidade

Por fim, Marquinho falou sobre a pressão sofrida pelo PSG na atual temporada, destacou o maior entrosamento da equipe com o tempo e rasgou elogios a Lionel Messi, autor de dois gols no triunfo sobre o RB Leipzig.

"A gente sabe que a pressão é inevitável, por todos os nomes que temos, pelas contratações que fizemos. Mas a gente sempre fala que não vai ter jogo fácil nessa Liga dos Campeões. Futebol é muito qualificado hoje em dia, também pela capacidade dos adversários. A gente vem tentando crescer cada vez mais nessa correria louca da temporada, indo para seleção, voltando, tendo que se integrar rápido. A gente tenta se encaixar o mais rápido possível para que a gente possa ganhar, que é o mais importante", disse.

"É incrível, um grande jogador. A gente sofria com ele como adversário, hoje a gente tem ele resolvendo grandes jogos aqui. É uma alegria imensa, temos que aproveitar ao máximo, usar ele ao nosso favor. A gente vai se conhecendo cada vez mais em treinamentos e jogos, ele vai se adaptando também. Pouco a pouco a gente vai crescendo e se conhecendo", concluiu.

Show Player
Gazeta Esportiva
Está gostando da notícia? Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações