Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Com surto de Covid-19, Belenenses vai a campo com dois goleiros e toma goleada de 7 a 0 do Benfica

Comandados de Jorge Jesus decretam triunfo no primeiro tempo, e partida é encerrada no início da segunda etapa, já que o time mandante ficou com apenas seis atletas em campo

27 nov 2021 23h51
| atualizado às 23h51
Compartilhar

Em uma partida completamente atípica, o Benfica goleou o Belenenses por 7 a 0 neste sábado, no Estádio Nacional do Jamor, em Oeiras, pela 12ª rodada do Campeonato Português.

Benfica goleou o Belenenses em partida encerradas com 46 minutos (Foto: PATRICIA DE MELO MOREIRA / AFP)
Foto: Lance!

Devido a um surto de Covid-19 que atingiu 14 membros da equipe, o Belenenses a campo com apenas nove atletas, sendo o goleiro reserva um dos jogadores de linha.

Publicidade

A situação era tão dramática que o clube escalou dois goleiros no time titular. Álvaro Ramalho foi a campo em sua posição original, enquanto João Monteiro atuou como atacante. O técnico Filipe Candido não pôde comandar o grupo, pois também foi infectado.

A partida durou apenas 48 minutos, uma vez que, após o intervalo, apenas sete voltaram ao gramado pelo Belenenses. E logo no primeiro minuto, Monteiro alegou lesão e deixou o campo. Por isso, o árbitro decretou o final do jogo.

O mistão de Jorge Jesus não teve problemas para massacrar o rival. O placar foi aberto com um gol contra de Eduardo Kau. O uruguaio Darwin Núñez marcou três vezes. O suíço Seferovic fez dois, e o meia alemão Weigl fez mais um.

O Benfica chegou a 31 pontos e permanece na liderança. Já o Belenenses segue com oito pontos, na 16ª colocação.

Publicidade

O presidente do Belenenses, Rui Pedro Soares, disse que o clube não pediu ao Benfica o adiamento do jogo, e fez críticas à Liga, pela falta de datas para reagendar os jogos neste tipo de situação.

- Temos de entender as implicações de adiar um jogo. Tudo isso resulta de mau planejamento. Olhando para o calendário do Benfica, em dois meses tem 15 jogos. Nem no Natal paramos. Os portugueses podem passar o Natal com a família, mas os jogadores de futebol vão jogar. Não planejamos corretamente e as consequências estão à vista - disse o dirigente aos jornalistas portugueses.

Está gostando da notícia? Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações