Cano atinge pior jejum de gols com a camisa do Fluminense

Argentino estufou a rede em 84 oportunidades somando 2022 e 2023, porém na atual temporada marcou apenas cinco tentos, até o momento

21 jun 2024 - 12h57
(atualizado às 13h00)
Cano passou mais uma vez em branco com a camisa do Fluminense na temporada –
Cano passou mais uma vez em branco com a camisa do Fluminense na temporada –
Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense / Jogada10

Com a derrota para o Cruzeiro, no Mineirão, o Fluminense, agora, ocupa a lanterna do Campeonato Brasileiro, com apenas seis pontos, em dez rodadas. Em campo, Germán Cano passou em branco mais uma vez e atingiu seu pior jejum de gols com a camisa do Tricolor. O argentino, portanto, chegou a marca de oito partidas sem estufar a rede.

Em 2024, a expectativa do torcedor era de que o atleta conseguisse manter o rendimento e os números dos anos anteriores. O atacante, no entanto, vive uma situação incomum no Tricolor e vê a escassez de gols incomodar. O atual Rei da América estufou a rede em 84 oportunidades somando 2022 e 2023, contudo, nesta temporada, só foi buscar a bola no fundo das redes cinco vezes.

Publicidade

Cano passou mais uma vez em branco com a camisa do Fluminense na temporada - Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense

"O Cano também está passando por um momento difícil, é acostumado a fazer muitos gols, principalmente depois que cheguei. Ele viveu o apogeu da carreira até agora no ano passado. Quando acontece esse tipo de evento é sempre mais difícil retomar. Ele está se esforçando. É um jogador que a gente acredita", disse Diniz.

Maior jejum no Tricolor

Na última temporada, após estufar a rede do Cruzeiro em 10 de maio de 2023, Cano não marcou contra Cuiabá, Flamengo (dois jogos), Botafogo, Corinthians, Bragantino e River Plate. Na ocasião, o atleta voltou a fazer gols contra o Goiás, na décima rodada do Brasileirão.

No entanto, o argentino não faz o "L" desde o dia 4 de maio, quando abriu o placar no empate com o Atlético-MG, no Kléber Andrade, e superou tal marca negativa. Desde então, não carimbou as metas de Colo-Colo-CHL, Cerro Porteño-PAR, Sampaio Corrêa, Alianza Lima-PER, Juventude, Botafogo, Atlético-GO e Cruzeiro (8 partidas).

Publicidade

O maior jejum de Cano desde que chegou ao Brasil segue sendo um período de dez jogos sem marcar pelo Vasco, em 2021, entre os dias 28 de julho e 6 de setembro. Ele, portanto, tem ainda mais três jogos para evitar que isso se repita também com a camisa do Fluminense.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Curtiu? Fique por dentro das principais notícias através do nosso ZAP
Inscreva-se