Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Ex-empresário do Luva de Pedreiro chama atitude da Globo de "descaso"

Empresário diz que seu nome está sendo veiculado na mídia como uma forma de difamação, o que o obrigaria a aceitar um acordo desfavorável

4 jul 2022 - 06h35
(atualizado às 07h48)
Compartilhar
Allan Jesus afirmou que está sendo ameaçado de morte (Foto: Reprodução/Internet)
Allan Jesus afirmou que está sendo ameaçado de morte (Foto: Reprodução/Internet)
Foto: Lance!

Allan Jesus reagiu após a Globo transmitir uma matéria sobre o Luva de Pedreiro mesmo após uma liminar concedida na Justiça impedindo que fosse veiculado "qualquer manifestação que fomente discurso de ódio" contra o ex-empresário. A emissora editou o material retirando partes que poderiam infringir a decisão da Justiça.

Mesmo assim, Allan chamou a atitude da Globo de 'leviana' e disse sofrer ameaças de morte.

Publicidade

"Em uma tentativa de preservação de todas as partes envolvidas, até o momento tenho evitado dar declarações. No entanto, diante do descaso da Rede Globo que, em uma atitude leviana para se dizer o mínimo, mesmo notificada e cientificada das ameaças de morte que eu e minha família temos sofrido por conta de inverdades e fatos fora de contexto (o que levou a Justiça a deferir as liminares pleiteadas), ignorou decisão judicial, preciso vir a público."

Allan diz ainda que está sendo pressionado e que seu nome está sendo veiculado na mídia como uma forma de difamação, o que o obrigaria a aceitar um acordo desfavorável.

"Lamentavelmente de forma diversa, Iran e sua nova equipe de agenciamento têm direcionado grande parte das suas postagens e falas ao relacionamento que mantíamos, com mentiras e fatos deturpados tão somente para me acuar, pressionar e me obrigar a fazer um "acordo" no qual sequer me é devolvido o valor que investi no Iran e em sua carreira que, diga-se de passagem, não foi pouco."

Veja a nota oficial de Allan Jesus na íntegra:

Publicidade

TV GLOBO SE PRONUNCIA

Através do 'Fantástico', a TV Globo divulgou nota oficial lida pela apresentadora Poliana Abritta. Nela, a emissora questiona a decisão judicial e diz que decidiu transmitir uma versão editada da reportagem afim de obedecer a liminar. No entanto, a Globo afirma discordar da decisão e aponta que ela 'viola a liberdade de expressão'.

"A TV Globo não compactua com discurso de ódio, ameaças são inaceitáveis em qualquer situação e quem a praticas estão sujeitas as consequências legais. Divergências sobre questões contratuais devem ser decididas pelo poder judiciário que é o responsável pela aplicação da lei e relação entre as partes - disse a apresentadora, que leu o comunicado durante a atração. O jornalismo apura com isenção todos os lados da notícia e produz conhecimento sobre os fatos. É direito da sociedade ter acesso a todos os acontecimentos relevantes. A TV Globo entende que a liminar concedida viola a liberdade de imprensa e expressão, pilares da democracia e protegidas pelo constituição brasileira. Por isso, vai recorrer da decisão", diz a Globo.

Fique por dentro das principais notícias de Esportes
Ativar notificações