Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Cássio pega pênaltis e Corinthians elimina Boca na Bombonera pela Libertadores

Timão se classificou nos pênaltis, com duas defesas de Cássio, após 0 a 0 no tempo normal e muita pressão argentina durante os 90 minutos

5 jul 2022 - 23h55
(atualizado em 6/7/2022 às 00h05)
Compartilhar
Corinthians elimina o Boca e se classifica
Corinthians elimina o Boca e se classifica
Foto: Agustin Marcarian / Reuters

O Corinthians precisa agradecer a São Jorge! O Timão foi até a Bombonera na noite desta terça-feira, 5, e conquistou sua classificação para as quartas de final da Libertadores ao bater o Boca Juniors nos pênaltis, com duas defesas de Cássio, após 0 a 0 no tempo normal e muita pressão argentina durante os 90 minutos.

Agora, os alvinegros esperam o vencedor de Flamengo e Tolima, que acontece nesta quarta, às 21h30 (de Brasília), no Maracanã. O Rubro-Negro venceu por 1 a 0 na Colômbia. Nas quartas, as disputas acontecerão de 2 a 4 de agosto (ida) e 9 a 11 de agosto (volta).

Publicidade

O primeiro tempo foi totalmente dominado pelo Boca Juniors, com três chances claras de gol, todas com Benedetto. Na primeira, recebeu cruzamento de Zeballos e chutou por cima do gol e, ainda, em pênalti cometido por Raul Gustavo que parou na trave. Fabra e Villa também tiveram suas oportunidades. Do outro lado, o Corinthians nada fez para assustar, com nenhum chute no gol de Rossi.

Na segunda etapa, o ritmo seguiu o mesmo, com dominância argentina e sem nenhum perigo por parte dos corintianos. Com placar zerado, a decisão foi para os pênaltis. Gil fez e colocou o Timão nas quartas.

Nas cobranças, Rojo e Izquierdoz fizeram, assim como Fábio Santos e Cantillo. Enquanto Cássio defendeu a cobrança de Villa, Rossi pegou a de Raul Gustavo. Na sequência, Pol Fernández fez, mas Bruno Melo parou no goleiro argentino. Benedetto teve a chance do jogo nos pés, mas mandou para fora.

Róger Guedes fez e empatou o duelo novamente, partindo para as batidas alternadas. Óscar Romero, Roni, Varela e Piton fizeram, mas Cássio pegou a cobrança de Ramírez.

Publicidade

Vale mencionar que João Victor, atingido no tornozelo direito e substituído na primeira etapa, fez seu provável último jogo com a camisa do Timão, já que está acertado com o Benfica. Gustavo Mantuan, que irá para o Zenit nas próximas semanas, em troca por Yuri Alberto, também saiu lesionado.

O próximo compromisso do Corinthians será neste domingo, às 16h (de Brasília), contra o Flamengo, pela 16ª rodada do Brasileirão, na Neo Química Arena. Já o Boca visita o San Lorenzo um dia antes, às 15h30 (de Brasília), pelo Argentino.

O jogo

Como era de se esperar, os xeneizes começaram com maior posse de bola e tentando arriscar mais ofensivamente, tanto que a primeira investida aconteceu aos cinco minutos, em chute de Villa defendido por Cássio.

Cinco minutos depois, Fabra chegou pelo mesmo lado, direito do ataque, e chutou de longa distância, por cima do gol. Aos 12, após cobrança de escanteio, o arqueiro brasileiro pegou sem sustos o chute de Advíncula.

Publicidade

Aos 17 minutos, Benedetto fez falta em Cantillo, mas, em levantamento de Piton para a área, a zaga tirou o perigo. No contra-ataque, Zeballos carregou pela direita e fez cruzamento para a área, encontrando Benedetto, que pegou embaixo da bola e mandou para cima do gol, na chance mais clara dos argentinos até então.

Grande pressão do Boca na área corintiana, com cobrança de falta fechada, para defesa estranha de Cássio. Na sequência, Raul Gustavo subiu para tirar a bola e acertou, com o cotovelo, Pol Fernández. O árbitro foi chamado pelo VAR e, após revisão, a penalidade foi marcada. Na cobrança, porém, Benedetto mandou na trave.

Pouco depois, em escanteio, Cássio saiu novamente mal e Benedetto mandou para fora. Na sequência, Mantuan tentou passe para Róger Guedes, mas o camisa 9 trombou com a defesa. Em escanteio depois, Cantillo cobrou dentro da área, mas Fábio Santos mandou para fora.

Em disputa de bola pelo lado direito, João Victor acabou acertado no tornozelo direito e precisou ser substituído por Gil. Talvez tenha sido a última partida do jogador de 23 anos, já acertado com o Benfica, de Portugal. No restante do primeiro tempo, o Boca trocou passes para tentar infiltrar na defesa alvinegra, e Zeballos conseguiu um chute pelo lado esquerdo do gol de Cássio.

Publicidade

No retorno do intervalo, sem substituições em ambas as equipes, o Corinthians tentou ir para o ataque pela primeira vez em toda a partida com Mantuan, pela direita, mas o jogador acabou parado por Varela e precisou ser substituído por Giovane. Depois disso, o Timão novamente se retraiu, com pressão xeneize em investidas de Fabra e Villa.

Aos 13 minutos, Benedetto recebeu pela direita, tirou de Cássio e chutou de cobertura, mas a bola passou por cima do gol. Na primeira aparição, praticamente, na área do Boca, Lucas Piton foi atingido no rosto por Advíncula, mas o árbitro mandou seguir. Totalmente na defensiva, o Corinthians foi levando mais pressão e, aos 24, Advíncula tentou passe para Benedetto, que ganhou escanteio.

Vítor Pereira promoveu as entradas de Roni, Bruno Méndez e Bruno Melo nos lugares de Du Queiroz, Rafael Ramos e Giuliano. Diferentemente do primeiro tempo, Boca não conseguiu criar tantas chances e deixou o jogo mais morno. Aos 40 minutos, árbitro marcou falta de Giovane em cima de Villa, mas, na cobrança, zaga afastou.

O jogo seguiu no campo defensivo do Corinthians e, após cinco minutos de acréscimos sem grandes surpresas, apenas com chute perigoso de Oscar Romero, a decisão foi para os pênaltis. Nas cobranças, Rojo e Izquierdoz fizeram, assim como Fábio Santos e Cantillo. Enquanto Cássio defendeu a cobrança de Villa, Rossi pegou a de Raul Gustavo.

Publicidade

Na sequência, Pol Fernández fez, mas Bruno Melo parou no goleiro argentino. Benedetto teve a chance do jogo nos pés, mas mandou para fora. Róger Guedes fez e empatou o duelo novamente, partindo para as batidas alternadas. Óscar Romero, Roni, Varela e Piton fizeram, mas Cássio pegou a cobrança de Ramírez. Gil fez e colocou o Timão nas quartas.

FICHA TÉCNICA

BOCA JUNIORS 0 (5) X (6) 0 CORINTHIANS

Local: La Bombonera, em Buenos Aires (ARG)

Publicidade

Data: 05 de julho de 2022 (terça-feira)

Horário: 21h30 (de Brasília)

Árbitro: Andrés Matonte (URU)

Assistentes: Nicolas Traran (URU) e Martin Soppi (URU)

Publicidade

VAR: Leodan Gonzalez (URU)

Cartões amarelos: Raul Gustavo e Gil (Corinthians); Varela (Boca Juniors)

BOCA JUNIORS: Rossi; Advíncula, Izquierdoz, Rojo e Fabra; Pol Fernández, Varela e Oscar Romero; Sebastián Villa, Benedetto e Zeballos (Ramírez). Técnico: Sebastián Battaglia.

CORINTHIANS: Cássio; Rafael Ramos (Bruno Méndez), João Victor (Gil), Raul Gustavo e Fábio Santos; Cantillo, Du Queiroz (Roni) e Giuliano (Bruno Melo); Mantuan (Giovane), Lucas Piton e Roger Guedes. Técnico: Vítor Pereira.

Publicidade
Show Player
Gazeta Esportiva
Fique por dentro das principais notícias de Futebol
Ativar notificações