Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Pia elogia atuação do Brasil contra Chile e ressalta importância do Torneio da França

2 dez 2021 09h00
| atualizado às 09h00
Compartilhar

Na noite desta quarta-feira, em Manaus, a Seleção Brasileira Feminina derrotou o Chile e conquistou o Torneio Internacional. Após a partida, a técnica do Brasil, Pia Sundhage, analisou a partida e elogiou a atuação de sua equipe.

"O Chile é um bom time, foi difícil pra gente, principalmente com o contra-ataque, por causa da posse de bola no centro. Mas tentamos ir pelo centro e fazer isso mais vezes. Quando abrimos um pouco das laterais, temos espaço para melhorias. Ambas as coisas são bastante interessantes, porque leva tempo para estarmos todos na mesma página. Se olharmos as centroavantes e as meio-campistas, algumas delas estavam um pouco desconectadas, mas eu realmente gostei do que eu vi, porque é um passo à frente que nós damos e vamos dar mais passos", disse.

Publicidade

"Primeiro, acho que foi um excelente jogo, tiveram algumas defesas no começo, que precisamos melhorar, principalmente no contra-ataque. Mas acho que teve muito ataque, porque, como perdemos a posse de bola, também tivemos que fazer muita posse de defesa. A parte interessante é como vamos juntar isso tudo, essa forma rápida de ataque, passes curtos, tentando desafiar, e também, de vez em quando, apenas relaxar com a bola e estabelecer o ataque. Acho que é um pouco de um equilíbrio", completou.

A partida contra o Chile foi o último compromisso do Brasil neste ano. Em fevereiro de 2022, as comandadas de Pia participarão do Torneio da França, que servirá como preparação para a Copa América. Na competição da Europa, a Seleção irá enfrentar as donas da casa, a Holanda e a Finlândia. A técnica do Brasil ressaltou a importância do Torneio, pois possibilita que o Brasil encare times diferentes.

"É muito importante pra nós jogarmos com oponentes diferentes, temos diferentes tipos de futebol. Precisamos jogar mais jogos, e precisamos lidar com a situação, independente se a equipe vem da América do Sul, ou da América do Norte, ou da Europa, ou da Ásia. Isso é uma das coisas mais importantes da nossa jornada, tivemos a chance de jogar com diferentes tipos de jogadoras", afirmou.

"O Torneio da França é muito importante, porque temos diferentes oponentes e elas são muito boas, então se cometermos muitos erros, por exemplo, no meio da partida, vamos exigir demais da defesa. Por outro lado, se ganharmos de alguém, por exemplo, uma jogadora francesa, teremos uma boa oportunidade de marcar gols. Todo jogo é um aprendizado, e há um tempo para o aprendizado. Não interessa quem esteja jogando, é muito melhor se jogarmos com os dez melhores times do mundo, porque elas vão aprender tanto no ataque quanto na defesa", encerrou.

Publicidade
Gazeta Esportiva
Fique por dentro das principais notícias de Futebol
Ativar notificações