Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Brasil tem dois árbitros selecionados para a Copa do Mundo no Catar

19 mai 2022 11h14
| atualizado às 11h14
Compartilhar

Dos 36 árbitros selecionados para apitar a Copa do Mundo no Catar, dois são brasileiros: Raphael Claus e Wilton Pereira Sampaio.

Pela primeira vez desde 1950, o Brasil terá mais de um representante entre os juízes. Além disso, cinco brasileiros foram escolhidos para integrar a equipe de auxiliares: Bruno Boschilia, Rodrigo Figueiredo, Bruno Pires e Danilo Simon, além de Neuza Inês Back, que se tornou a primeira mulher do país a ser selecionada.

Publicidade

"Como sempre, o critério que usamos é 'qualidade em primeiro lugar' e os árbitros selecionados representam o mais alto nível de arbitragem mundial", disse o presidente do Comitê de Arbitragem da FIFA, Pierluigi Collina.

"A Copa do Mundo de 2018 foi muito bem sucedida, em parte por causa do alto padrão de arbitragem, e faremos o possível para sermos ainda melhores em alguns meses no Catar", completou.

Por outro lado, Collina foi contundente ao afirmar que a preparação tem que continuar em alto nível e com muita seriedade.

"Estamos anunciando essas seleções com bastante antecedência, pois queremos trabalhar ainda mais com todos aqueles que foram nomeados para a Copa do Mundo, monitorando-os nos próximos meses. A mensagem é clara: não descanse sobre os louros, continue trabalhando duro e se prepare com muita seriedade para a Copa do Mundo", disse.

Publicidade

Pierluigi Collina também comentou o fato de pela primeira vez na história da Copa do Mundo o Comitê de Arbitragem nomear três árbitras e três árbitras assistentes.

"Isso conclui um longo processo que começou há vários anos com a implantação de árbitras nos torneios masculinos juniores e seniores da FIFA. Desta forma, enfatizamos claramente que é a qualidade que conta para nós e não o gênero. Espero que, no futuro, a seleção de árbitras de elite para importantes competições masculinas seja percebida como algo normal e não mais sensacional. Eles merecem estar na Copa do Mundo da FIFA porque estão sempre em alto nível", analisou.

Gazeta Esportiva
Fique por dentro das principais notícias de Futebol
Ativar notificações