Técnico Artur Jorge comenta sobre a liderança do campeonato 'não significa nada'

Mesmo com desempenho abaixo do esperado, Botafogo vence e volta para a liderança do Campeonato. Artur Jorge dedica vitória a Tiquinho

16 jun 2024 - 22h24
(atualizado às 22h24)
Técnico Artur Jorge Celebra vitória suada contra o Grêmio.
Técnico Artur Jorge Celebra vitória suada contra o Grêmio.
Foto: Vítor Silva/Botafogo / Esporte News Mundo

O Botafogo viajou para Cariacica para enfrentar o Grêmio no Estádio Kleber Andrade, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. O clube carioca venceu a equipe gaúcha por 2 a 1 com gols de Cuiabano e Júnior Santos, Gustavo Nunes fez o gol do imortal. Resultado colocou o Alvinegro novamente na liderança e foi bastante comemorado pelo técnico Artur Jorge, que fez questão de ressaltar que a primeira colocação não significa nada nesse momento do campeonato.

— Não significa nada nesta altura. Foi só mais uma rodada. A gente precisa valorizar o desempenho, são vitórias consecutivas. É importante para nós para sentir que o trabalho está dando resultado. Isso nos deixa satisfeito, alimenta a ambição, mas sabemos que tem muito campeonato à frente. — afirmou o treinador português.

Publicidade

O Glorioso reassumiu a liderança após Flamengo e Bahia não vencerem em seus jogos. A equipe tem 19 pontos, enquanto seus rivais empatam com 18 pontos. Sobre o desempenho na partida, o comandante alvinegro destacou:

— Não foi um jogo bem conseguido, foi um jogo esforçado. Em alguns momentos não conseguimos ter o controle do jogo. Tivemos em algumas partes entrada forte, fizemos o primeiro gol. Mas não tivemos a capacidade de controlar a partida, teve uma reação do adversário. No entanto, a vitória parece ter sido justa pelo que produzimos. Mas sabemos que não foi uma grande atuação da equipe.

Assim como Júnior Santos, o Artur também dedicou a vitória para o atacante Tiquinho Soares, que perdeu o pai na sexta-feira (14).

— Queremos fazer com que essa vitória seja um abraço a ele. Quero agradecer aos torcedores também. Temos que lembrar que jogamos no Espírito Santo e eles fizeram isso aqui parecer a nossa casa.

Publicidade

MAIS RESPOSTAS DO TREINADOR

Sobre a força psicológica do time:

— É uma missão que tem muitos contextos. Não cabe explicar na coletiva aquilo que nós temos que trabalhar. Isso só se consegue tão bem quanto temos atletas, uma estrutura e um objetivo comum. Um projeto muito bem pensado e trabalhado. Aquilo que procuramos fazer é trabalhar seriamente. Para isso tem uma série de contextos que temos que criar. Para ter uma ideia comum, de grande trabalho.

Sobre jogar no Espírito Santo:

— Tive a oportunidade de falar. Estou muito grato por ter jogado aqui no Espírito Santo e poder sentir o calor humano de todos os torcedores apaixonados. O apoio não se resumiu ao estádio. Desde que chegamos, teve uma recepção ótima no hotel.

— Fizeram nos sentir importantes, que não estamos sozinhos. Hoje no estádio foi uma demonstração massiva e clara de que mesmo jogando fora, nos sentimos em casa. Isso se deve à paixão dos torcedores, que hoje nos ajudaram a chegar na vitória. Aproveito para dedicar a eles, de forma humilde, porque sem eles não conseguimos nunca o sucesso que procuramos.

Publicidade

PRÓXIMO JOGO

O Botafogo enfrenta o Athletico Paranaense na quarta-feira (19), no Estádio Nilton Santos, às 19h (de Brasília), pela décima rodada do Campeonato Brasileiro.

Fique por dentro das principais notícias de Futebol
Ativar notificações