Tire a ideia do papel e crie hoje o site para o seu negócio com até 35% de desconto

Verstappen segura Hamilton na raça, vence nos EUA e aumenta liderança na Fórmula 1

Max Verstappen resistiu na raça à pressão de Lewis Hamilton nas voltas finais e conquistou uma vitória fundamental na sua luta pelo título da Fórmula 1

24 out 2021 17h44
| atualizado às 17h53
Compartilhar
Max Verstappen arrancou para a vitória no GP dos EUA
Foto: Chris Graythen/Getty Images/Red Bull Content Pool / Grande Prêmio

F1 AO VIVO! TUDO SOBRE O GP DOS ESTADOS UNIDOS DE F1 | Briefing

Max Verstappen e Lewis Hamilton novamente travaram uma grande batalha nesta impressionante temporada 2021 da Fórmula 1. Na esteira de uma jornada marcada por muita estratégia dos lados de Red Bull e Mercedes, o holandês segurou o ímpeto do seu grande rival nas voltas finais e conquistou uma grande e importante vitória no GP dos Estados Unidos deste domingo (24).

Publicidade

No Circuito das Américas, Hamilton largou melhor e assumiu a ponta ainda na curva 1, mas a Red Bull fez o 'undercut' para retomar a liderança depois do primeiro pit-stop. A Mercedes tentou o troco e fez o segundo pit-stop de Lewis oito voltas depois de Verstappen. Lewis perseguiu o adversário até o fim e até deu pinta de que haveria uma ultrapassagem, mas o dono do carro #33 segurou o heptacampeão na raça e consolidou a vitória em uma disputa muito técnica.

Hamilton teve de se contentar com a segunda posição, mas saiu de Austin com 1 ponto extra por conta da volta mais rápida da corrida. Sergio Pérez fez uma prova solitária, não chegou a pressionar os dois rivais na luta pela vitória, mas tampouco foi ameaçado e faturou seu quarto pódio na temporada ao finalizar em terceiro.

Max Verstappen arrancou para a vitória no GP dos EUA (Foto: Chris Graythen/Getty Images/Red Bull Content Pool)

Quanto à pontuação do campeonato, Verstappen agora tem 287,5 pontos, contra 275,5 para Hamilton. Exatos 12 tentos separam os dois, agora com cinco corridas para o desfecho do campeonato.

Publicidade

Charles Leclerc, com a Ferrari, conseguiu um sólido quarto lugar, seguido pela McLaren de Daniel Ricciardo, outro que fez ótima corrida. Valtteri Bottas, que largou em nono, finalizou em sexto depois de ter feito a ultrapassagem em cima de Carlos Sainz nas voltas finais. Apagado, Lando Norris foi o oitavo, seguido por Yuki Tsunoda, da AlphaTauri, e de Sebastian Vettel, que voltou a pontuar na temporada.

A próxima etapa da temporada 2021 da Fórmula 1 acontece dentro de duas semanas com o GP do México, no autódromo Hermanos Rodríguez, em 7 de novembro. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

Saiba como foi o GP dos EUA de Fórmula 1

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Lewis Hamilton foi bem melhor que Max Verstappen na largada e tirou a ponta do holandês desde a curva 1 no Circuito das Américas. O holandês tentou espremer o rival na luta pelo título, mas não contava que Lewis tracionaria muito melhor naquele ponto. Max perderia até a segunda posição, mas Sergio Pérez tirou o pé e evitou a ultrapassagem sobre o companheiro de equipe.

Publicidade

Lewis Hamilton pula na frente na largada do GP dos EUA (Foto: Fórmula 1)

Mais atrás, Charles Leclerc manteve o quarto lugar, enquanto Daniel Ricciardo deixou a Ferrari de Carlos Sainz para trás e assumiu o quinto lugar. Lando Norris seguiu em sétimo. Outro destaque ficou para Yuki Tsunoda, que ganhou duas posições na largada e passou Valtteri Bottas e Pierre Gasly. Quem também teve uma excelente primeira volta foi George Russell, que de último pulou para 14º lugar.

Bottas não tinha um bom ritmo e foi ultrapassado por Gasly, caindo assim para décimo. Hamilton, por sua vez, começava a perder terreno para Verstappen no momento em que a direção de prova habilitou o acionamento da asa móvel.

Com apenas quatro voltas, Esteban Ocon foi o primeiro piloto a parar no pit-lane para fazer a troca de pneus e também a asa dianteira após contato com a Alfa Romeo de Antonio Giovinazzi. O francês colocou compostos duros para sua sequência na corrida. Pouco depois, Nicholas Latifi parou nos boxes da Williams para trocar a asa dianteira e também os pneus.

Publicidade

Lewis Hamilton e Max Verstappen e a disputa pela vitória em Austin (Foto: Fórmula 1/Twitter)

Lá na frente, a briga era de gato e rato entre Hamilton e Verstappen, sempre com a diferença abaixo de 1s. O holandês acionava a asa móvel para tentar se aproximar do rival na luta pelo título, mas o fato que qualquer tentativa de ultrapassagem parecia complicada, sendo então a única solução o chamado 'undercut', a conquista da posição após a parada para troca de pneus.

Max foi chamado pela Red Bull na volta 11 para fazer a troca dos pneus médios pelos duros. Em contrapartida, Hamilton dizia à Mercedes que seus pneus estavam ok. Lando Norris e Pierre Gasly também fizeram suas paradas naquele momento, enquanto Verstappen voltou à pista em quinto, logo atrás de Ricciardo, mas a ultrapassagem foi feita sem muita perda de tempo.

Pérez parou na volta 13 para trocar pneus e Hamilton fez o pit-stop na volta 14. Foi aí que a Red Bull consolidou o 'undercut' com a ultrapassagem de Verstappen em cima do britânico. Max assumiu a ponta, com Hamilton em segundo e Pérez em terceiro. Leclerc era o quarto e Bottas, quinto, mas o finlandês ainda tinha um pit-stop a fazer, assim como Sebastian Vettel, nono.

Publicidade

Sergio Pérez diante das arquibancadas lotadas em Austin (Foto: Peter Fox/Getty Images/Red Bull Content Pool)

Gasly, depois de um bom começo de corrida, ficou bastante lento na pista em razão de um problema na suspensão do carro. O francês foi o primeiro a abandonar a disputa. Em seguida, Bottas fez seu pit-stop e voltou à pista em 11º.

Uma briga que chamava a atenção era entre os veteranos Fernando Alonso e Kimi Räikkönen, que ocupava a 12ª posição na corrida. O bicampeão aparecia logo atrás depois de ter largado em 19º. Em um dos momentos da batalha, Alonso reclamou que o finlandês o ultrapassou na parte de fora da pista ao exceder os limites da curva 1. A direção de prova deu de ombros para a queixa. Logo em seguida, em confronto contra a outra Alfa Romeo, de Antonio Giovinazzi, foi Alonso quem foi além dos limites de pista para fazer a ultrapassagem.

Verstappen continuava na frente com vantagem confortável de 4s6 para Hamilton com 24 voltas percorridas em Austin enquanto Alonso, 'rei do entretenimento' neste domingo, teve de ceder a posição a Giovinazzi para evitar ser punido pela direção de prova. Os dois voltaram a disputar voltas depois, mas o italiano continuou à frente.

Publicidade

Giovinazzi x Alonso: a grande briga da primeira metade da corrida (Foto: Reprodução)

Hamilton encurvava ainda mais a diferença para Verstappen quando a direção de prova acionou o safety-car virtual para que um fiscal pudesse ter segurança para retirar uma peça da pista. Àquele momento, na volta 28, a diferença entre os dois era de 3s380.

A Red Bull chamou Verstappen de novo para uma segunda parada, feita na volta 30. O holandês seguiu na prova com um novo jogo de pneus duros. Hamilton, então, voltou à liderança da corrida. Já a Ferrari cometeu um erro durante o processo de pit-stop de Sainz, que era o sexto.

Na sequência, Pérez também foi chamado pela Red Bull. Com estratégia diferente de Verstappen, o mexicano foi para um stint com pneus duros depois de fazer os dois primeiros com compostos médios. Hamilton era o líder com 16s6 de vantagem para Verstappen, mas tinha um pit-stop a menos, e Leclerc era o terceiro, logo à frente de 'Checo'.

Publicidade

Pérez abriu caminho para Verstappen perseguir Hamilton na sequência da prova (Foto: F1/Twitter)

Hamilton foi chamado por Toto Wolff, chefe da Mercedes, que disse: "Estamos lutando pela vitória". A resposta do heptacampeão foi direta: "Me deixa, irmão, valeu".

Lewis foi até onde deu, mas teve de ir aos boxes entre a volta 37 e 38 para fazer mais um pit-stop. Com pneus duros novos, o heptacampeão foi para a reta final da corrida em confronto direito com Verstappen pela vitória. A Mercedes partiu com tudo para buscar a vitória e tinha a vantagem de ter pneus novos, contra uma borracha mais gasta usada por Max. A diferença entre os dois era de 8s5.

Pouco a pouco, a diferença entre os dois protagonistas da corrida começou a cair e era de 6s1 com 15 voltas para o fim. Inclusive, o heptacampeão tirou 1s8 da volta 41 para a 42. Desempenho muito mais forte que a Red Bull de Max, de modo que tudo apontava para uma mudança na liderança em poucas voltas.

Publicidade

Outra boa briga era entre Ricciardo e Sainz pela quinta posição, uma batalha que tinha como pano de fundo a luta entre McLaren e Ferrari pelo top-3 do Mundial de Construtores. Os dois, inclusive, chegaram até a se tocar, e Carlos acusou Ricciardo de ter sido sujo e ter batido de propósito. Já Ocon encostou nos boxes da Alpine, recolheu o carro e abandonou a disputa com problemas no motor.

Lewis Hamilton foi com pneus duros novos para o stint final (Foto: Mercedes)

Com dez voltas para o fim da corrida, a diferença de Verstappen para Hamilton era de 3s, e ela continuava a cair. Max não teria tempo para colocar pneus novos e tentar retomar a liderança, de modo que parecia ser mesmo questão de tempo para que o heptacampeão fizesse a ultrapassagem.

A vantagem de Max caiu para 1s6 com seis voltas para o fim, momento em que Alonso também recolhia para os boxes da Alpine. Era o momento crítico e decisivo da corrida.

Publicidade

A briga de gato e rato teve um novo momento com quatro voltas para o fim. A diferença parou de cair, e Verstappen conseguiu mantê-la acima de 1s5. Hamilton insistiu, forçou o ritmo, mas o rival resistiu com bravura mesmo com pneus mais desgastados. Mais atrás, Bottas conseguia passar Sainz.

Com uma pilotagem extremamente valente, o holandês segurou Hamilton de vez até o fim e conquistou uma grande e fundamental vitória para as pretensões de buscar seu primeiro título mundial na Fórmula 1.

F1 2021, GP dos Estados Unidos, Austin, Resultado Final:

1 M VERSTAPPEN Red Bull Honda 56 voltas  
2 L HAMILTON Mercedes +1.333  
3 S PÉREZ Red Bull Honda +42.223  
4 C LECLERC Ferrari +52.246  
5 D RICCIARDO McLaren Mercedes +1:16.854  
6 V BOTTAS Mercedes +1:20.128  
7 C SAINZ Ferrari +1:23.545  
8 L NORRIS McLaren Mercedes +1:24.395  
9 Y TSUNODA AlphaTauri Honda + 1 volta  
10 S VETTEL Aston Martin Mercedes + 1 volta  
11 A GIOVINAZZI Alfa Romeo Ferrari + 1 volta  
12 L STROLL Aston Martin Mercedes + 1 volta  
13 K RÄIKKÖNEN Alfa Romeo Ferrari + 1 volta  
14 G RUSSELL Williams Mercedes + 1 volta  
15 N LATIFI Williams Mercedes + 1 volta  
16 M SCHUMACHER Haas Ferrari + 1 volta  
17 N MAZEPIN Haas Ferrari + 2 voltas  
18 F ALONSO Alpine   NC
19 E OCON Alpine   NC
20 P GASLY AlphaTauri Honda   NC
           
VMR L HAMILTON Mercedes 1:38.485 Volta 41
Está gostando da notícia? Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações