Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Novos pneus da F1 2022: mais ação de pista e menos pit-stops. Vai funcionar?

Fórmula 1 terá novos pneus aro 18 em 2022, que prometem diminuir desgaste nas disputas e estender "janela ideal" de temperatura para os pilotos, mas indicam número menor de possibilidades estratégicas

25 jan 2022 18h50
Compartilhar
Após o fim da temporada, os pilotos puderam testar nos novos compostos de 2022 em Abu Dhabi
Após o fim da temporada, os pilotos puderam testar nos novos compostos de 2022 em Abu Dhabi
Foto: Pirelli / Grande Prêmio

A Fórmula 1 vai passar por um período de mudanças em 2022: um novo regulamento técnico entrará em cena na categoria, o que trará carros completamente remodelados e com um novo conceito aerodinâmico. Entretanto, essa não será a única mudança que os pilotos precisarão se acostumar na próxima temporada. A Pirelli — fornecedora exclusiva da F1 — vai fabricar um novo tipo de pneu, de aro 18, cinco polegadas a mais do que nos últimos anos. E o que isso vai impactar na categoria?

Primeiramente, a intenção dos pneus mais largos é potencializar o próprio regulamento técnico: se o conjunto de regras visa permitir que os pilotos consigam se aproximar de forma menos turbulenta do carro que vai à frente, os novos compostos prometem se desgastar menos quando em situações de pressão aerodinâmica — perto da traseira de outro carro — ou de velocidade total — quando o piloto não gerencia o desgaste de seus pneus.

Publicidade

Comparação entre os pneus de 2021 e 2022 da Fórmula 1 (Foto: Pirelli)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

No entanto, naturalmente essa não será a única consequência dos novos pneus: relatos de pós-temporada de alguns pilotos que testaram os compostos dão conta de que os momentos de frenagem e aceleração são diferentes, assim como o comportamento do carro em alta e baixa velocidades.

Por fim, um composto mais resistente deve significar também um número maior de voltas na pista, o que pode indicar um número menor de paradas para os pilotos em 2022. Desta forma, a quantidade de possibilidades estratégicas pode diminuir, de acordo com a própria Pirelli.

Publicidade

Equipes esperam desgaste menos acentuado dos pneus em 2022 (Foto: Pirelli)

Sendo assim, o repórter João Pedro Nascimento propõe algumas reflexões neste vídeo: como será a introdução dos novos pneus na F1? O número de disputas na pista e ultrapassagens vai aumentar? E esse aumento, pode compensar o número menor de estratégias variadas em uma mesma corrida?

Assistam, curtam e comentem lá no canal do GRANDE PRÊMIO no YouTube.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

Publicidade
Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações