Tire a ideia do papel e crie hoje o site para o seu negócio com até 35% de desconto

"Não vamos nos rebaixar ao nível da Mercedes", diz Red Bull

Helmut Marko, consultor da equipe, rejeitou vingança contra rival e revelou que Verstappen já está em casa, onde se recupera bem de acidente

19 jul 2021 12h38
| atualizado às 13h09
Compartilhar
Helmut Marko tem aproveitado o ensejo na esteira de toda a polêmica sobre o incidente entre Lewis Hamilton e Max Verstappen — que tirou o holandês do GP da Inglaterra na primeira volta — para criticar duramente a Mercedes, o que já vem acontecendo nos últimos meses e que tende a se intensificar com o ocorrido no último domingo, em Silverstone. O austríaco, consultor da equipe austríaca, deixou claro que não considera uma vingança contra a rival e disparou: "Não vamos nos rebaixar ao nível da Mercedes".
Helmut Marko, consultor da Red Bull, esperava por uma punição mais dura a Hamilton no GP da Inglaterra
Foto: Mark Thompson/Getty Images/Red Bull Content Pool / Grande Prêmio

Em entrevista ao site austríaco Sport24auto, Marko disse que Verstappen já está em casa e se recupera bem, em cenário clínico até melhor do que o esperado pelo dirigente. "Ele está de volta a Montecarlo, com o fisioterapeuta trabalhando com ele. Ele segue reclamando de um incômodo no pescoço, mas, de resto, está se recuperando muito bem. Pensei que ficaria incapaz de se mover por alguns dias", disse. "Um impacto de 51G não é brincadeira. O fato do Max ter sobrevivido mostra o quanto ele treina", exagerou.

Na esteira do desejo de Christian Horner, chefe de equipe da Red Bull, o ex-piloto deixou claro que gostaria que a punição fosse revista, e Hamilton suspenso. Porém, assim como Horner, Marko acredita que seja muito difícil a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) rever o acidente e alterar a punição.

Publicidade

"Isso iria requerer novas evidências. Mas todos vimos o que aconteceu. Fico a pensar agora no que mais você precisa fazer para ser suspenso, já que colocar a roda dianteira na roda traseira do oponente não leva a isso. Mas certamente não iremos nos vingar ou qualquer coisa do tipo. Não vamos nos rebaixar ao nível da Mercedes", concluiu Marko.

No último domingo, mesmo após receber uma punição de 10 segundos dos comissários da prova por sua conduta na pista no acidente com Verstappen, Hamilton venceu o GP da Inglaterra, em triunfo assegurado após o inglês ultrapassar o monegasco Charles Leclerc, da Ferrari, na antepenúltima volta da corrida.
Show Player
Está gostando da notícia? Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações