Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Mercedes vê W13 em "direção mais clara" e reitera meta de alcançar Ferrari e Red Bull

Toto Wolff entende que a Mercedes ainda tem muito trabalho pela frente, mas os resultados no Canadá deixaram a equipe com a sensação de que, agora, já sabe qual caminho seguir no desenvolvimento do W13

29 jun 2022 - 11h45
(atualizado às 11h54)
Compartilhar
Lewis Hamilton foi ao pódio no Canadá
Lewis Hamilton foi ao pódio no Canadá
Foto: Mercedes / Grande Prêmio

A temporada 2022 da Fórmula 1 continua, e a Mercedes terá em Silverstone mais uma chance de confirmar se o progresso visto no GP do Canadá é para valer ou foi algo circunstancial. Toto Wolff reiterou que o W13 terá atualizações para a corrida inglesa, afirmando, no entanto, que o time de Brackley agora possui uma "direção mais clara" sobre o desenvolvimento do carro.

Na última etapa do calendário, realizada em Montreal, Lewis Hamilton e George Russell tiveram um ritmo forte durante a corrida e terminaram em terceiro e quarto, respectivamente. O heptacampeão, inclusive, chegou a ser o mais rápido da pista em dado momento, repetindo a performance vista em Barcelona, quando a Mercedes levou um grande pacote de atualizações para o W13.

Publicidade

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Toto Wolff confia que o progresso da Mercedes não será circunstancial (Foto: Mercedes AMG-F1/Steve Etherington)

Wolff disse que "embora satisfeitos com os flashes de velocidade que o W13 mostrou, ainda há uma montanha para ser escalada". "É preciso muito trabalho para se chegar à frente, mas agora temos uma direção mais clara. Estamos focados em achar ainda mais desempenho conforme a temporada avança", frisou o chefe das Flechas de Prata.

A Mercedes já havia dito que o objetivo para 2022 é voltar a vencer, mas sabe que, para isso, precisa descontar a diferença que ainda possui para Ferrari e Red Bull. "Sabemos que as duas primeira equipes têm uma vantagem considerável. Nosso desafio é fechar essa lacuna", salientou Wolff.

Publicidade

"Silverstone foi um bom lugar para nós no passado. Temos algumas melhorias a caminho, e é uma pista mais suave. Pretendemos dar mais um passo à frente", completou.

Por fim, o austríaco disse que vai ser importante ter o apoio dos funcionários da base durante o fim de semana na Inglaterra. "Os fãs são muito apaixonados e experientes, e é também a nossa corrida local, com Brackley e Brixworth por perto. Os membros do nosso time estarão assistindo das arquibancadas na sexta-feira e vendo o resultado de todo o trabalho duro deles, o que é bastante empolgante", concluiu.

+ Fórmula 1 estuda banir Piquet do paddock para sempre após uso de termo racista

+ Piquet pede desculpa a Hamilton, mas alega "tradução incorreta" de termo racista

+ F1 e Mercedes condenam uso de termo racista por Nelson Piquet para se referir a Hamilton

+ Hamilton responde fala racista de Nelson Piquet: "Mentalidades arcaicas têm de mudar"

+ Russell manifesta apoio a Hamilton após fala racista de Piquet: "Inaceitável"

+ Equipes da F1 se unem em repúdio a termo racista usado por Piquet contra Hamilton

+ Mundo do esporte se une em apoio a Hamilton após fala racista de Piquet

+ Leclerc presta apoio a Hamilton após falas racistas de Piquet: "Não deve ser tolerado"

+ F2: Red Bull rescinde contrato de Vips após conclusão de investigação de caso de racismo

Publicidade

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações