Tire a ideia do papel e crie hoje o site para o seu negócio com até 35% de desconto

Mercedes diz que foco em 2022 não impactou briga com Red Bull: "Podemos superá-los"

Com foco já em 2022, Andrew Shovlin, diretor de engenharia da Mercedes, deixou claro que parar o desenvolvimento do W12 nesta temporada não impactou a briga contra a Red Bull. Segundo ele, a escuderia alemã ainda tem o necessário para superá-los

15 out 2021 11h38
Compartilhar
Apenas seis pontos separam Max Verstappen, líder do Mundial, de Lewis Hamilton
Foto: Andy Hone/Getty Images/Red Bull Content Pool / Grande Prêmio

O QUE ACONTECE COM VETTEL NA FÓRMULA 1?

Com um 2022 desafiador à frente por conta de um inédito regulamento, muitas equipes deixaram de apostar todas as fichas na atual temporada para já focar no desenvolvimento do carro no ano que vem. Uma delas foi a Mercedes. Embora o W12 pareça estar melhor após as férias de verão, Toto Wolff, chefe da equipe alemã, já afirmou que a última atualização entregue foi desenvolvida ainda na primavera, ou seja, antes de junho, e colocada na pista no fim de semana do GP da Inglaterra.

Publicidade

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Por isso, para Andrew Shovlin, diretor de engenharia da Mercedes, ter os carros ainda em um nível muito parelho com os da sua rival Red Bull é um ponto positivo. Segundo ele, é uma resposta aos questionamentos que faziam no início do ano, se seria certo já iniciar o planejamento para a próxima temporada ou não.

"Tivemos uma boa temporada no seco e mostramos bom ritmo no molhado, e parece um carro que pode ganhar campeonatos. Se você for de volta ao início do ano com as decisões que foram tomadas sobre o desenvolvimento, tentando equilibrar os dois anos [2021 e 2022], uma das nossas preocupações era neste final de ano: ainda conseguiríamos manter o carro na pole, ter um domínio na primeira fila e controlar uma corrida?", revelou Shovlin, em entrevista ao site Motorsport.com.

Lewis Hamilton e Max Verstappen são os postulantes ao título da F1 2021 (Foto: Bryn Lennon/Getty Images/Red Bull Content Pool)

Publicidade

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

O último GP da Turquia é um bom exemplo da declaração de Shovlin. A equipe de Brackley foi dominante desde a sexta-feira de treinos ao domingo de corrida, com a vitória de Valtteri Bottas no final. Além disso, para essa reta final de campeonato, o diretor mostra um alívio por perceber que a Mercedes ainda é extremamente competitiva e que, de acordo com ele, pode superar os taurinos.

"É muito reconfortante partirmos para essas seis últimas corridas do ano e mostramos que temos um pacote que pode superá-los [Red Bull] no sábado e ultrapassá-los no domingo", concluiu ele.

Publicidade

Até esse momento, apenas seis pontos separam Max Verstappen, líder do Mundial de Pilotos, de Lewis Hamilton. Já no de Construtores, a Mercedes leva vantagem: tem 433,5 pontos, a 36 pontos da Red Bull.

HAMILTON OU VERSTAPPEN: QUEM FAZ MELHOR TEMPORADA NA F1 2021? | GP às 10

Show Player
Está gostando da notícia? Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações