Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Educação empreendedora tem aumento de demanda no país

16 mai 2022 03h00
Compartilhar
Marcio Jappe, da Semente Negócios
Marcio Jappe, da Semente Negócios
Foto: Reprodução

O cenário socioeconômico brasileiro necessita da educação empreendedora para sustentar um desenvolvimento saudável e sustentável. Segundo a última edição da pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM), o número de pessoas que começam a empreender por necessidade saltou de 37,5% para 50,4% em 2020. Buscando promover a prosperidade através da inovação, a Semente Negócios, empresa de educação empreendedora, desenvolve e executa projetos e parcerias para transformar este contexto e em 2021 alcançou mais de 2900 pessoas em 57 projetos desenvolvidos em todo o país.

Outro dado, desta vez da Receita Federal, mostra que foram criados 2,1 milhões de pequenos negócios apenas nos seis primeiros meses de 2021, 35% a mais do que o registrado no mesmo período do ano anterior. 

Publicidade

“Quando analisamos este cenário com a informação que o Brasil está entre os 10 países mais desiguais do mundo pelo Índice de Gini e que a pesquisa PNAD Contínua mostra que pelo menos 40 milhões não tinham acesso à internet em 2019, enquanto somavam-se 11 milhões de analfabetos com 15 anos ou mais de idade, entendemos que precisamos fornecer uma educação empreendedora para essas pessoas que não tiveram acesso anteriormente a um ensino formal, para permitir que elas possam transpor algumas das barreiras que encontraram durante a vida”, comenta Marcio Jappe, CEO da Semente Negócios.

Com o propósito de trabalhar a inovação como uma ferramenta de valorização da vida e geração de prosperidade, um exemplo de programa com intenção de mudança social é o Projeto Horizonte. Uma iniciativa Vale com execução da Semente, o objetivo é estimular a criação e desenvolvimento de negócios inovadores, nos territórios de Minas Gerais, evacuados preventivamente devido à elevação do nível de barragens. 

São as comunidades de Macacos (Nova Lima), Itabirito, Barão de Cocais, Santa Bárbara, Antônio Pereira e Engenheiro Correia. O Projeto Horizonte se estende até o final de 2022 e tem como foco estimular os moradores a desenvolverem soluções inovadoras para resolver os desafios socioambientais identificados em seus territórios, contribuindo para geração de renda, emprego e diversificação socioeconômica dos municípios. Com isso, podem promover uma mudança positiva em suas realidades.

Educação empreendedora tem aumento de demanda no país
Video Player

Outro projeto que procura transformar esta situação é o Mulheres do Nosso Bairro, realização da Engie Brasil, em parceria com o Sebrae Delas Santa Catarina e execução da Semente. A proposta é apoiar mulheres empreendedoras periféricas, principalmente na superação dos impactos causados pela pandemia da Covid-19, por meio de uma educação empreendedora. Assim, o intuito é despertar o protagonismo de lideranças femininas, promovendo a sustentabilidade econômica, tendo como resultado o fortalecimento da diversidade e da equidade de gênero.

Publicidade

Ainda falando sobre iniciativas de protagonismo feminino, o Cidade por Elas é uma realização do Programa Sebrae Delas Mulher de Negócios em parceria com o programa do Sebrae Cidade Empreendedora, idealizado pelo Sebrae Santa Catarina. A atuação da Semente envolve a execução e desenvolvimento metodológico do programa, bem como a gestão junto às lideranças participantes.

Este é um programa de desenvolvimento de lideranças femininas na política e gestão pública como protagonistas, destacando suas habilidades e competências empreendedoras e inovadoras para o serviço público. 

(*) HOMEWORK inspira profissionais e empreendedores a trabalhar de um jeito mais inteligente, saudável, transformador. Nosso conteúdo impacta mais de 1 milhão de usuários únicos, todo mês. É publicado no Terra e compartilhado via redes sociais, WhatsApp e newsletter. Entre pra comunidade HOMEWORK!

Homework
Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações