Mais de 1.000 cursos com certificado por menos de R$0,70 por dia.

Novo Corsa, líder na Inglaterra, pode vir para o Brasil?

Corsa é o carro mais vendido do Reino Unido em 8 dos últimos 12 meses. Modelo é uma das joias da Stellantis

5 mai 2021 12h09
Compartilhar
Novo Corsa: carro mais vendido da Inglaterra.
Foto: Matt Howell / Stellantis

O novo Corsa é o carro mais vendido do Reino Unido (Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte) até agora neste ano, de acordo com as vendas de carros novos e números de registro mais recentes divulgados pela Sociedade de Fabricantes e Comerciantes de Motor (SMMT). Por causa do sucesso do novo Corsa na Europa, existem especulações sobre o retorno do modelo ao mercado brasileiro.

Vendido sob a marca Vauxhall (a Opel britânica), o Corsa foi o carro mais licenciado do Reino Unido em 8 dos últimos 12 meses, incluindo junho, julho, setembro e novembro do ano passado. Também tem sido o número 1 todos os meses até agora neste ano. Além disso, o Corsa-e, totalmente elétrico, teve um forte desempenho, registrando o maior número de vendas em 2021 no ano até o momento no setor de pequenos veículos elétricos a bateria (BEV).

Publicidade

Em 2021, o novo Corsa registrou 16.381 vendas, enquanto o novo Corsa-e foi o pequeno BEV mais vendido, com 1.706 vendas. Desde que a Opel e a Vauxhall foram vendidas pela GM, o Corsa não para de evoluir na Europa. Atualmente sob o chapéu da Stellantis, o Corsa é vendido como Vauxhall no Reino Unido e como Opel nos demais países da Europa. A atual geração, Corsa F, é fabricada na plataforma CMP (Common Modular Platform), também usada pelo novo Peugeot 208.

Esta similaridade permite, por exemplo, que a Peugeot fabrique o Corsa no Brasil, usando a plataforma do Peugeot 208 em Porto Real (RJ). Qual seria a vantagem de lançar um  “Peugeot Corsa” ou mesmo um “Opel Corsa” no Brasil: a boa lembrança do nome. Durante anos, o Corsa fez sucesso com a marca Chevrolet. Nos anos 90, foi um fenômeno de vendas e revolucionou o mercado de hatches de entrada. Porém, muito tempo já se passou e é preciso analisar todos os custos envolvidos.

Quanto custaria lançar a marca Opel no Brasil? Os consumidores precisam de uma nova marca de carros? Como os consumidores reagiriam a um Corsa com o logotipo da Peugeot? É fato que a maioria  das pessoas nunca disse “Chevrolet Corsa”, mas sim apenas “Corsa”. Mais do que o nome da marca, o que importa são os serviços e a confiança que a marca oferece. Mesmo depois de muitos anos, Corsa é um nome mais forte do que 208.

Mas, embora tenha carta branca do chefão global da Stellantis, Carlos Tavares, para fazer o que quiser com as marcas e os produtos do grupo, dificilmente o líder da Stellantis na América do Sul, Antonio Filosa, tomará a decisão de lançar o Corsa no Brasil. Portanto, os fãs do Corsa provavelmente terão que esperar por um momento mais propício da economia para ver o carro de volta ao mercado brasileiro.

Publicidade
Está gostando da notícia? Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações