Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Avaliação: Citroën C4 Cactus X-Series é aposta no design

Citroën C4 Cactus ganhou 600 belas unidades X-Series, mas teve que ganhar um bom desconto para justificar alguns detalhes do SUV

25 jan 2022 06h00
| atualizado em 28/1/2022 às 11h55
Compartilhar
Citroën C4 Cactus X-Series 1.6
Citroën C4 Cactus X-Series 1.6
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

O Citroën C4 Cactus ganhou uma edição X-Series de 600 unidades por R$ 106.990. Mas o preço assustou os consumidores e a marca francesa fez uma boa promoção em janeiro, com desconto de R$ 6 mil. Assim, o bonito Cactus X-Series sai por R$ 102.990. De cara já temos que dizer que, apesar do preço superior a R$ 100 mil, o Cactus X-Series tem apenas os dois airbags obrigatórios por lei. Não há airbags laterais nem de cortina.

Citroën C4 Cactus X-Series 1.6
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

Tirando esse detalhe, que pode ser decisivo na hora da compra, o Citroën C4 Cactus X-Series é um bom carro. E seu maior mérito está em ficar num meio termo entre um SUV e um hatchback. O carro é bonito e prático. No painel, traz algumas soluções incomuns - típico da indústria francesa -, mas você se acostuma com elas. O layout do painel é diferente de tudo.

Publicidade
Citroën C4 Cactus X-Series 1.6
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

O carro está disponível somente com motor 1.6 aspirado flex de 115/118 cv (gasolina/etanol). O consumo é apenas bom (nota C no Inmetro). Com gasolina, ele faz 10,1 km/l na cidade e 13,1 km/l na estrada. Com etanol, a autonomia é de 7,8 km/l na cidade e 9,4 km/l na estrada. Mas a aceleração de 0 a 100 km/h, feita em 12 segundos, está longe de empolgar.

O carro pode ser usado no modo Normal, Eco ou Sport. Ele fica muito amarrado no modo Eco, mas é assim que consegue os melhores números de consumo. Nas ultrapassagens, especialmente se estiver carregado, convém deixar no modo Sport. Os freios são a disco na dianteira e a tambor na traseira.

Citroën C4 Cactus X-Series 1.6
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

Além de ter um consumo apenas razoável, o Cactus de 118 cv leva 12 segundos para acelerar de 0-100 km/h. O carro sofre nas arrancadas e também nas ultrapassagens, quando está carregado. O câmbio é automático de 6 marchas. O torque de 158 Nm surge a 4.750 rpm. Por isso, para ter um bom desempenho com o Cactus 1.6 aspirado o custo virá no combustível.

Citroën C4 Cactus X-Series 1.6
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

O que é novo

O C4 Cactus foi lançado em 2018 com a proposta de ser “um SUV mais habitável”. Na Europa, o Cactus é um hatch elevado; no Brasil é crossover (mistura de SUV com hatch). É compacto por fora, mas grande por dentro.

Publicidade

O conjunto ótico dianteiro em três estágios é originário da própria Citroën e permitiu a integração das luzes diurnas (DRL) no logotipo Chevron. Ao lado dos dois faróis de neblina (e também na traseira) existem duas fendas verticais que servem para deixar o carro mais “elevado”. 

Citroën C4 Cactus X-Series 1.6
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

Por fora, o C4 Cactus X-Series traz apliques exclusivos na cor bronze Ocre nos faróis de neblina e no airbump lateral. Por dentro, a versão limitada traz detalhes personalizados nos bancos, volante em couro, tapetes especiais em tecido, além de rodas de liga leve de 16’’ pintadas em preto.

Outra novidade do C4 Cactus X-Series é a estreia da nova opção de cor ao portfólio da marca. Batizada de Cinza Artense, a tonalidade lembra o cinza grafite. Fechando as novidades estéticas, o modelo traz pintura em dois tons. As barras longitudinais são integradas ao teto do modelo, que é pintado na cor preta.

O que nós gostamos

O vão livre do solo (225 mm) é maior que o da grande maioria dos concorrentes. Os ângulos de entrada (22º) e de saída (32º) são bons e a distância entre-eixos de 2,600 m é boa para a categoria. O resultado é um carro com bom espaço para as pernas e capaz de enfrentar obstáculos no dia-a-dia.

Publicidade
Citroën C4 Cactus X-Series 1.6
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

A direção elétrica é muito leve e o volante de direção tem empunhadura agradável. A tela multimídia de 7” está bem posicionada e é facílima de operar. Tem alguns comandos no volante e botão para volume. O sistema traz conectividade Android e Apple. 

O que pode melhorar

Para não estragar o design, a Citroën deixou as rodas bem próximas das extremidades. Assim, o porta-malas foi prejudicado e tem apenas 320 litros de volume. A ergonomia dos bancos dianteiros deixa a desejar. Mesmo com ajuste de altura e profundidade no volante, é difícil encontrar uma boa posição de dirigir que não provoque dor lombar depois de algum tempo dirigindo.

CITROËN C4 CACTUS X-SERIES
ITEMCONCEITONOTA
MOTORBom5
CÂMBIOBom6
SUSPENSÃOMuito Bom7
FREIOSMuito bom8
DIREÇÃOMuito bom8
EQUIPAMENTOSBom6
ERGONOMIABom5
PORTA-MALASBom6
ACABAMENTOMuito bom8
DESIGNÓtimo9
VEREDICTOBom6,8

Os números

  • Motor: 1.6 flex
  • Potência máxima: 118 cv a 5.750 rpm (e)
  • Torque máximo: 158 Nm a 4.750 rpm (g/e)
  • Câmbio: 6 marchas AT
  • Comprimento: 4,170 m 
  • Largura:  1,714 m
  • Altura: 1,563 m
  • Entre-eixos: 2,600 m
  • Peso: 1.225 kg
  • Pneus: 205/60 R16 
  • Porta-malas: 320 litros
  • Tanque: 55 litros
  • 0-100 km/h: 12s0 
  • Velocidade máxima: 190 km/h
  • Consumo cidade: 10,4 km/l (g)
  • Consumo estrada: 13,0 km/l (g) 
  • Emissão de CO2: 118 g/km
Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações