Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Tears for Fears fala sobre desistência de se apresentar no Live Aid em 1985  

18 jan 2022 19h56
Compartilhar

O Live Aid em 1985 foi sem dúvidas um dos eventos mais memoráveis da história da música. O gigantesco evento reuniu grandes nomes como Madonna, Queen, David Bowie, U2, Elton John, Phil Collins, Sting e Sade em apresentações simultâneas na Europa e nos Estados Unidos, e tinha como intuito arrecadar um fundo de combate à fome na Etiópia. O lendário duo britânico Tears for Fears, febre nos anos 1980, chegou a ser anunciado, mas em cima da hora a banda acabou por não se apresentar.

Em entrevista ao The New Musical Express, Curt Smith e Roland Orzabal, companheiros da banda, revelaram que tomaram a decisão de não participar do evento por causa de um desentendimento com o organizador do Live Aid, Sir Bob Geldof. Bob teria os anunciado sem que os mesmos tivessem conhecimento de que tocariam no show.

Publicidade
Foto: Universal Music | Fontana Records / The Music Journal

"Inicialmente, eu fiquei puto porque Bob nos anunciou sem mesmo nos perguntar e estávamos bancando os durões em uma turnê com um ano de duração. Era o primeiro fim de semana livre que teríamos", explicou. "Nós fizemos as pazes com Bob, mas não achamos que deixar de tocar afetaria a quantidade de dinheiro que eles estavam arrecadando. Então, nós não fizemos isso para que pudéssemos ter essa pausa", completou.

Smith ainda falou que não arrependeu da desistência, e que a banda estava muito exausta para tocar em mais um show na época.

O Tears For Fears anunciou seu retorno no final do ano passado e lançará seu novo álbum The Tipping Point em fevereiro pela Universal Music, via Concord.

The Music Journal Brazil
Fique por dentro das principais notícias de Entretenimento
Ativar notificações