Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Vangelis (1943-2022)

19 mai 2022 16h48
| atualizado às 16h56
Compartilhar
Foto: Facebook/Vangelis / Pipoca Moderna

O compositor grego Vangelis, vencedor do Oscar pelo clássico "Carruagens de Fogo" (1981), morreu na terça-feira (17/5) num hospital da França, aos 79 anos, de causa não divulgada.

Vangelis era nome artístico de Evángelos Odysséas Papathanassíu, que ele assumiu ao iniciar a carreira como tecladista de bandas de rock progressivo, como Forminx e Aphrodite's Child (cujo vocalista era Demis Roussos).

Publicidade

Ele começou a compor trilhas nos anos 1960, quando ainda era roqueiro, mas logo se viu cheio de trabalho neste segmento, tanto no cinema quanto na TV grega. Em 1976, fez sua primeira trilha internacional, para a produção britânica "O Jogo da Trapaça", o que o levou a trocar de vez os palcos pelos estúdios de cinema.

Apesar da longa carreira, ele só foi estourar em Hollywood após o drama esportivo "Carruagens de Fogo" (1981), de Hugh Hudson, impressionar o público mundial. A história da equipe de atletismo britânica nas Olimpíadas de Paris, de 1924, venceu o Oscar de Melhor Filme, mas foi o Oscar de Trilha Sonora que ficou marcado até hoje, tamanha a popularidade atingida pelo trabalho do compositor grego.

A música-tema de "Carruagens de Fogo" acabou se tornando hino esportivo, sendo usada em transmissões de eventos de atletismo em todo o mundo, inclusive na cobertura televisiva das Olimpíadas de Los Angeles e Londres, e a corrida de São Silvestre no Brasil.

Publicidade

O sucesso fez Vangelis ser contratado para seu primeiro projeto americano. E foi outro fenômeno: a trilha de "Blade Runner" (1982). As músicas do filme de Ridley Scott passaram a embalar todo o tipo de comercial televisivo e serviram de base para outros trabalhos baseados na franquia, lançados nos últimos anos.

O músico voltou a trabalhar com Ridley Scott dez anos depois, em "1492: A Conquista do Paraíso" (1992), e se juntou a vários outros mestres do cinema mundial.

Os destaques de sua filmografia incluem "Desaparecido" (1982), que rendeu um Oscar para seu conterrâneo Costra Gavras, "Antártica" (1983), do japonês Koreyoshi Kurahara, "Rebelião em Alto Mar" (1984), do australiano Roger Donaldson, "Francesco: A História de São Francisco de Assis" (1989), da italiana Liliana Cavani, "Lua de Fel" (1994), do franco-polonês Roman Polanski, e "Alexandre" (2004), do americano Oliver Stone.

Publicidade

Nos últimos tempos, Vangelis vinha se especializando em músicas para documentários. Chegou a fazer até a trilha do registro da Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento, conhecida como Rio 92, acompanhando o lendário oceanógrafo-cineasta Jacques-Yves Cousteau.

Ele também compôs músicas para missões espaciais da NASA em 2001 e em 2013, trabalho que lhe rendeu uma Medalha de Serviço Público Excepcional.

Lembra abaixo os hits mais famosos do compositor.

Publicidade

Pipoca Moderna
Fique por dentro das principais notícias de Entretenimento
Ativar notificações