Tire a ideia do papel e crie hoje o site para o seu negócio com até 35% de desconto

"Halloween Kills" é maior estreia de terror da pandemia

17 out 2021 18h01
Compartilhar
Foto: Divulgação/Universal Pictures / Pipoca Moderna

"Halloween Kills - O Terror Continua" teve uma estreia matadora na América do Norte, com arrecadação de US$ 50,4 milhões em 3.705 cinemas durante o fim de semana.

O desempenho acima das expectativas representou dois recordes do período da pandemia. Trata-se da maior estreia de terror do período, desde fevereiro de 2020, e a maior bilheteria doméstica para um filme de lançamento simultâneo nos cinemas e em streaming sem custo extra. A produção foi disponibilizada na plataforma americana Peacock.

Publicidade

Anteriormente, "Godzilla vs. Kong" ostentava a maior abertura de distribuição híbrida da pandemia, com US$ 31,6 milhões nos EUA e Canadá. "Viúva Negra" não entra nesta estatística por ter sido lançado em streaming com custo extra.

Já o recorde de melhor bilheteria de terror deixou para trás "Um Lugar Silencioso - Parte II", que tinha feito US$ 47,5 milhões em maio.

A performance da continuação de "Halloween" ainda consolidou o terror como um dos gêneros que mais faturou durante a pandemia, perdendo apenas para os filmes de super-heróis.

Publicidade

Apesar da elevada venda de ingressos, a crítica odiou a produção, desejando a morte definitiva da franquia para evitar novos constrangimentos - uma nova continuação vai estrear no ano que vem. "Halloween Kills" atingiu apenas 39% de aprovação no Rotten Tomatoes, um diferença gritante em relação aos 79% obtidos pelo longa anterior, de 2018.

No exterior, houve menos entusiasmo, com um faturamento de apenas US$ 5,5 milhões de 20 países, o que resultou num total global de US$ 55,9 milhões.

De todo modo, o serial killer mascarado Michael Myers não teve dificuldades para vencer James Bond nos EUA. "007 - Sem Tempo para Morrer" perdeu 56% de seu público inicial, caindo para o 2º lugar em seu segundo fim de semana de exibição, com uma receita de US$ 24,3 milhões. Em dez dias, o total norte-americano do filme está em US$ 99,5 milhões. Mas, ao contrário de "Halloween Kills", é um fenômeno global.

Publicidade

O thriller de ação e espionagem continua alcançando números cada vez maiores no exterior, rendendo US$ 54 milhões só neste fim de semana. Ao todo, a produção da MGM atingiu US$ 447,5 milhões mundiais neste domingo (17/10), e isso antes de chegar na China, onde estreia em 29 de outubro.

"Venom: Tempo de Carnificina" ficou em 3ª lugar com US$ 16,5 milhões em seu terceiro fim de semana na América do Norte. A soma da adaptação de quadrinhos da Sony está em US$ 168,1 milhões no mercado doméstico. Mas o filme acaba de estrear no exterior, onde ocupou o topo do ranking internacional com uma arrecadação de US$ 62,3 milhões em 44 países. Contabilizando o lançamento num punhado de mercados na semana passada, a totalização está em US$ 283,7 milhões em todo o mundo.

A animação "A Família Addams 2" ocupou o 4º posto, com US$ 7,2 milhões, chegando a US$ 42,2 milhões domésticos em três semanas.

Publicidade

Isto deixou a maior estreia do fim de semana, o épico "O Último Duelo", de Ridley Scott, na incômoda posição de 5º lugar, com US$ 4,8 milhões no mercado interno. O filme agradou à crítica, com 86% no Rotten Tomatoes, mas foi um fracasso estrondoso de público.

A arrecadação também foi pífia no exterior, onde rendeu US$ 4,2 milhões em 37 países. Somando tudo, o longa teve um lançamento global de apenas US$ 9 milhões. Um desastre para a Disney, que herdou a produção orçada em US$ 100 milhões da 20th Century Fox.

Pipoca Moderna
Fique por dentro das principais notícias de Entretenimento
Ativar notificações