CPUs Ryzen AI 300 só receberão funções do Copilot+ no fim do ano

Após a AMD confirmar que as novas CPUs Ryzen AI 300 terão as funções do Copilot+, um executivo da companhia alertou que isso só acontecerá no fim de 2024

15 jun 2024 - 05h33
(atualizado em 16/6/2024 às 16h12)

Após o anúncio dos novos Ryzen AI 300 para notebooks na Computex 2024, a AMD confirmou que esses processadores equipariam laptops com o selo Copilot+PCs da Microsoft. Porém, o vice-presidente sênior e chefe de marketing da companhia, John Taylor, afirmou nesta sexta-feira (14) que a certificação só estará disponível para essas CPUs no fim do ano.

Foto: Felipe Vidal/Canaltech / Canaltech

O comunicado foi feito por meio de uma publicação no LinkedIn, na qual Taylor confirmou que a empresa mira uma janela de lançamento para o fim do ano. A certificação, como aponta o executivo, deve ser liberada mediante uma atualização feita pelo Windows Update.

Publicidade

Como os primeiros notebooks equipados com os Ryzen AI 300 serão lançados em julho, os compradores iniciais desses dispositivos terão que esperar alguns meses para terem acesso às funcionalidades dos Copilot+. Dentre eles, destaca-se o Paint Cocreator e o Recall, ferramenta adiada pela Microsoft capaz de gravar o computador para armazenar informações úteis ao usuário.

Sobre os Ryzen AI 300

Estreando a nova arquitetura Zen 5 e gráficos integrados baseados em RDNA 3.5, os Ryzen AI 300 chegarão ao mercado com foco em inteligência artificial. Os modelos possuem uma NPU (Unidade de Processamento Neural) de 50 TOPs, ou seja, um número maior que o solicitado pela Microsoft para receber o certificado.

Vale lembrar que chips como o Snapdragon X Elite e o X Plus que equiparem notebooks também serão considerados máquinas Copilot+PCs.

Publicidade

Trending no Canaltech:

É fã de ciência e tecnologia? Acompanhe as notícias do Byte!
Ativar notificações