PUBLICIDADE

Startups em SP vão receber R$ 25 milhões com parceria entre Fapesp e Sebrae

Parceria vai investir R$ 1,25 milhão por startup na primeira fase; Fapesp e Sebrae se comprometeram a apoiar entrada de cientistas empreendedores no mercado

23 jul 2021 18h22
ver comentários
Publicidade

O governo do Estado de São Paulo anunciou na quinta-feira (22) uma parceria entre a Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) e o Sebrae-SP (Serviço Brasileiro de apoio às Micro e Pequenas Empresas) para investir R$ 150 milhões em startups em 6 anos. O primeiro edital do acordo prevê o aporte de R$ 25 milhões em 20 empresas de pequeno porte (até 250 empregados).

Fapesp vai destinar dinheiro à pesquisa e Sebrae-SP vai oferecer mentoria especializada
Fapesp vai destinar dinheiro à pesquisa e Sebrae-SP vai oferecer mentoria especializada
Foto: Ricardo Matsukawa - Sebrae-SP/Flickr / Tecnoblog

Fapesp e Sebrae-SP vão investir R$ 1,25 milhão por startup

Com a parceria entre Fapesp e Sebrae-SP, a expectativa do governo do Estado é financiar cerca de 200 startups inscritas no Programa PIPE (Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas). Na primeira fase do projeto, as 20 empresas escolhidas vão receber um investimento de R$ 1,25 milhão cada — um valor não reembolsável. A iniciativa foi anunciada pelo vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (DEM-SP)

O presidente da Fapesp, Marco Antonio Zago, avalia que a colaboração com o Sebrae ampliará o escopo do Programa PIPE e as oportunidades de empreendedores paulistas levarem produtos inovadores ao mercado. "Somaremos esforços para reforçar o empreendedorismo com um melhor conhecimento do mercado e o aperfeiçoamento dos planos de negócios, aumentando as chances de sucesso de iniciativas inovadoras", pontua Zago.

Segundo as regras, o aporte inicial será destinado ao fomento da pesquisa e do desenvolvimento (R$ 1 milhão) e a auxiliar na gestão empresarial do negócio: desenvolvimento comercial, participação em feiras, internacionalização e captação de investimentos (R$ 250 mil).

Para participar do edital, a empresa deverá inscrever um documento de Planejamento de Negócios, no qual deve demonstrar estratégia que será usada para gerar receita sobre a pesquisa proposta.

O vice-governador Rodrigo Garcia ao lado do presidente da Fapesp Antonio Zago (à esquerda), da secretária de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen, e do diretor-superintendente do Sebrae-SP, Wilson Poit (
O vice-governador Rodrigo Garcia ao lado do presidente da Fapesp Antonio Zago (à esquerda), da secretária de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen, e do diretor-superintendente do Sebrae-SP, Wilson Poit (
Foto: Governo do Estado de SP/Flickr / Tecnoblog

Parceria estimula entrada de cientistas no mercado

Recursos investidos pelo Sebrae-SP vão permitir que empresas busquem provas de conceito junto a grandes empresas. O órgão facilitador de crédito quer acompanhar de perto os projetos, fornecendo consultorias às startups.

Além do investimento em pesquisa e desenvolvimento estratégico, a iniciativa vai ajudar empresas no registro de patentes e estimular sua comercialização.

O auxílio faz parte do Programa Cientista + Empreendedor, lançado pelo Sebrae para apoiar a entrada de cientistas e pesquisadores no empreendedorismo.

O diretor-superintendente do Sebrae-SP, Wilson Poit, ressalta que o perfil do empreendedor científico é técnico, mas precisa de um aperfeiçoamento para os negócios:

"Os empreendedores das startups científicas enfrentam dificuldades quando o assunto é gestão e têm à frente os desafios de levar suas tecnologias ao mercado e de se relacionar com grandes empresas. Sabemos que existem soluções com grande potencial de transformação. Vamos ajudar a concretizar esses projetos e levá-los para o mercado."

No evento para anunciar a parceria entre Sebrae-SP e Fapesp, o vice-governador Rodrigo Garcia disse:

"Ao lado da prioridade do nosso Governo de enfrentar a pandemia, tivemos um olhar específico para as outras ações de Governo. A pandemia mudou muita coisa na vida da gente, mas reforçou outras e o apoio à ciência, o apoio à pesquisa, mais do que nunca foi valorizado em São Paulo."

Startups podem se cadastrar no edital até outubro de 2021. De acordo com a Secretária de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen, o Sebrae-SP e a Fapesp devem avaliar os projetos até o final do ano. Os vencedores devem ser anunciados no começo de 2022.

Confira o edital completo: www.fapesp.br/pipe

Startups em SP vão receber R$ 25 milhões com parceria entre Fapesp e Sebrae

Tecnoblog
Publicidade
Publicidade