Lembre casos de loterias que foram parar na polícia - Terra

Lembre casos de loterias que foram parar na polícia - Terra

Em Bandeirantes (MS), um gerente de banco aposentado teria contratado dois pistoleiros para matar o próprio filho, um vidraceiro que virou pecuarista após acertar na Mega-Sena. Ele foi preso em 2010, mas não foi o primeiro - nem o último - caso em que o prêmio milionário da principal loteria brasileira trouxe dissabores ou tragédia para o dono do bilhete. Conheça alguns episódios em que ganhar na loteria levou à morte, cadeia ou infindáveis disputas judiciais