Clique para ver a capa ampliada
EDIÇÃO 134
 CAPA
 ÍNDICE
 Exclusivo Online
 BATE PAPO
 GALERIA DE FOTOS
 JOGOS E TESTES
 MULTIMÍDIA
 QUIZ
 SEÇÕES
 ACONTECEU
 BASTIDORES
 CELEBRIDADE
 DIVERSÃO & ARTE
 ENTREVISTA
 ESTILO
 EXCLUSIVAS
 IMAGENS DA SEMANA
 INTERNET
 MODA
 MUNDO
 QUEM SOU EU?
 REPORTAGENS
 URGENTE
 SERVIÇOS
 ASSINATURAS
 ASSINE NEWSLETTER
 EDIÇÕES ANTERIORES
 ESPECIAIS
 EXPEDIENTE
 FALE CONOSCO
 PUBLICIDADE
 BUSCA

 

 

– Exclusivo Online
Cinema

Miguel Falabella coloca
a cara para bater no cinema

Ator assina contrato com a Columbia do Brasil para
produção de seu primeiro longa-metragem como diretor

ALESSANDRO GIANINNI

Leandro Pimentel
"Faço tudo na Globo,
queria ter um respiro
para tocar algo meu",
empolga-se Falabella

Sucesso no teatro e na televisão, o ator, diretor, dramaturgo e roteirista Miguel Falabella vai tentar a sorte no cinema. Na quinta 21, Falabella assinou contrato com a Columbia TriStar do Brasil para a realização de seu primeiro filme como diretor, Polaróides Urbanas.

Inspirado na peça Como Encher Um Biquíni Selvagem, do próprio Falabella, o filme terá a mesma Cláudia Jimenez que encabeçou a montagem original em papel duplo. Completam o elenco Arlete Salles, Natália do Valle, Zezé Motta e Maria Maia.

"O meu texto é um monólogo, dividido em dezesseis situações diferentes", compara o diretor, que também é autor da adaptação para cinema. "No filme, isso muda de figura. A história encadeia as situações uma na outra, como no filme Short Cuts - Cenas da Vida. E há dois novos personagens, uns adolescentes que de alguma maneira conduzem a narrativa".

Na equipe técnica, Falabella terá a contribuição de ninguém menos que o brasileiro Affonso Beato. Reconhecido e respeitado no meio cinematográfico, ele é preferido de diretores como Hector Babenco e Pedro Almodóvar.

Definido como uma comédia de costumes, Polaróides Urbanas será rodado no Rio de Janeiro. Mas contará com o luxo de uma seqüência nas pirâmides do Egito. "Adoraria que fosse feito do jeito que eu imaginei", sugere Falabella, diante da sugestão da vice-presidente de produção da Columbia para a América Latina, Iona Macedo, de usar como cenário alternativo as pirâmides mexicanas. "Mas se faltar dinheiro, vamos fazer no México mesmo".

A captação dos R$ 6 milhões necessários para completar o orçamento do filme terá início imediatamente. O primeiro alvo será a Globo Filmes, que havia sido descartada como parceira por Falabella logo no início. "Faço tudo na Globo, queria ter um respiro para tocar algo meu", empolga-se. "Não queria ninguém dizendo para mim: esta atriz e melhor do que aquela, este vale mais do que aquele. Agora que eu fechei os termos do acordo com a Columbia, eles são mais do que bem-vindos".

 




Búzios
Quiromancia
Horóscopo chinês
Altar Virtual
Cartomancia
Novo Tarô
Biscoito da sorte
Realejo
Bola 8
Par perfeito
I-Ching
Runas
Vidente
Numerologia
Horóscopo
 
ENQUETE
Você acha que o senador Eduardo Suplicy e Ana Miranda formam um bom casal de namorados?
:: VOTAR ::
 
FÓRUM
A segunda versão de Casa dos Artistas entrou no ar e, mais uma vez, arrasou a audiência da Globo. Qual é o segredo de Silvio Santos?
 
CHAT
Nome (até 20 caracteres):
Escolha uma sala

| ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA | ISTOÉ DIGITAL |
EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2002 Editora Três