Clique para ver a capa ampliada
EDIÇÃO 134
 CAPA
 ÍNDICE
 Exclusivo Online
 BATE PAPO
 GALERIA DE FOTOS
 JOGOS E TESTES
 MULTIMÍDIA
 QUIZ
 SEÇÕES
 ACONTECEU
 BASTIDORES
 CELEBRIDADE
 DIVERSÃO & ARTE
 ENTREVISTA
 ESTILO
 EXCLUSIVAS
 IMAGENS DA SEMANA
 INTERNET
 MODA
 MUNDO
 QUEM SOU EU?
 REPORTAGENS
 URGENTE
 SERVIÇOS
 ASSINATURAS
 ASSINE NEWSLETTER
 EDIÇÕES ANTERIORES
 ESPECIAIS
 EXPEDIENTE
 FALE CONOSCO
 PUBLICIDADE
 BUSCA

 

 

– Exclusivo Online
Prêmio

Críticos paulistas elegem os melhores
do ano no meio artístico

Carla França

Os integrantes da Associação Paulista de Críticos de Artes (APCA) se reuniram na segunda-feira, dia 11, na sede do sindicato dos jornalistas, em São Paulo, para eleger os melhores do ano 2000 no meio artístico. Cinqüenta jornalistas, que exercem a crítica em diversos veículos de comunicação, votaram em dez categorias - televisão, teatro, teatro infantil, cinema, artes visuais, música popular, música erudita, dança, literatura e rádio. "Esse prêmio é um incentivo importantíssimo à classe artística", diz o presidente da entidade, o crítico de cinema do jornal O Estado de S. Paulo Luiz Carlos Merten. Merten. ressalta a satisfação dos atores em receber esse prêmio. Ele cita, por exemplo, o ator Ary Fontoura. Em 1999, ele foi eleito o melhor ator do ano e, num discurso emocionado, disse que em 40 anos de carreira era o primeiro prêmio que havia recebido. "É um orgulho contribuir, de alguma maneira, para a valorização da cultura do País", finaliza Merten.

A história do prêmio é polêmica. No início dos anos 50, havia a Associação Paulista de Críticos Teatrais. A partir de 1972, a associação incorporou outras manifestações, surgindo assim a APCA.

A tradicional cerimônia de entrega do troféu-escultura APCA, criado pelo artista plástico Francisco Brennad, será realizada no fim de março, no Teatro Municipal de São Paulo. Confira a seguir os eleitos.

No Limite: eleito pelos críticos o melhor programa do ano

Televisão - A minissérie A Muralha, de autoria de Maria Adelaide Amaral e exibida pela Globo, receberá o grande prêmio da crítica. O reality show No Limite foi considerado o melhor programa do ano. O quadro Retrato Falado, com Denise Fraga no Fantástico, da Globo, será contemplado na categoria humor. Tarcísio Meira foi eleito o melhor ator do ano por seu desempenho na minissérie A Muralha, e Marieta Severo por sua atuação na novela Laços de Família. A novata Júlia Feldens, a adolescente Ciça da novela de Manoel Carlos, foi eleita a revelação do ano. O VJ Marcos Mion da MTV foi considerado o melhor apresentador do ano.

Eu Tu Eles levará o prêmio de melhor roteiro e Stênio Garcia, Lima Duarte e Luis Carlos Vasconcellos vão dividir o de melhor ator

Cinema - O controvertido longa Cronicamente Inviável, de Sérgio Biachi, receberá o prêmio de melhor filme. Na direção, Ruy Guerra levará o prêmio pelo desempenho à frente de Estorvo, e Marcelo Durst pela fotografia do filme. Elena Soárez receberá o prêmio de melhor roteiro por Eu Tu Eles. O trio de atores Stênio Garcia, Lima Duarte e Luiz Carlos Vasconcellos receberá o prêmio na categoria melhor ator por Eu Tu Eles, e Laura Cardoso o de melhor atriz por sua atuação em Através da Janela, de Tata Amaral. O filme Castelo Rá-Tim-Bum, de Cao Hamburger, será contemplado com o prêmio de melhor longa infanto-juvenil.

Dança - Sandro Borelli levará o prêmio de melhor coreógrafo por Plásmica Substância. Marta Soares recebe o de melhor direção e concepção artística por O Homem de Jasmim e Rachel Zuanon por vídeo-cenografia da montagem. O Grupo Corpo leva o prêmio de melhor elenco e Mariana Muniz como intérprete. João Andreazzi receberá o prêmio por sua pesquisa em dança. Guaíra 2 Cia. De Dança, de Curitiba, recebe o prêmio de estímulo.

Literatura - Lygia Fagundes Telles recebe o grande prêmio da crítica por Invenção e Memória. Na categoria Poesia, Epifanias, de Neide Archanjo, foi eleita a melhor do ano. Rubem Fonseca levará o prêmio de melhor romance por O Doente Moliére. Como revelação, Valesca Assis será contemplada por Harmonia das Esferas. De Cabeça prá Baixo, de Ricardo Cunha Lima, foi considerado o melhor do ano, e O Mistério dos Desaparecidos, de Plínio Cabral, na categoria Literatura Juvenil. A Global Editora receberá o prêmio por melhor projeto editorial.

Planet Hemp foi considerado o melhor grupo musical de 2000

Música Popular - Noel pela Primeira Vez, de Omar Jubran, foi considerado o melhor projeto musical do ano. O grupo Mundo Livre S/A receberá o prêmio de melhor disco por Por Pouco. Os irmãos Wilson Simoninha e Max de Castro vão receber, respectivamente, os prêmios de melhor disco Wilson Simoninha 2 e Samba Raro. Bebel Gilberto foi considerada a melhor cantora do ano por seu trabalho em Tanto Tempo. A banda Planet Hemp receberá o prêmio de melhor grupo por A Invasão do Sagaz Homem Fumaça, e Angela Ro Ro como melhor compositora pelo trabalho em Acertei no Milênio.

Música Erudita - O grande prêmio da crítica vai para Vasco Mariz. De Cabral aos Nossos Dias, poema sinfônico de Tasso J. Bangel, foi considerada a melhor obra sinfônica. Domitila, A Marquesa de Santos, de João Guilherme Ripper, levará o prêmio de melhor obra camerística. A pianista Beatriz Balzi foi eleita a melhor instrumentista do ano. Hans Joachin Köellreutter receberá o prêmio especial dos críticos e, Selo Fiesta, uma remasterização de discos dos anos 50 de autores brasileiros receberá o prêmio de melhor CD.

Rádio - A Bandeirantes FM será contemplada com o prêmio de melhor cobertura jornalística de 2000. A Globo foi eleita pela atuação em Esportes. A programação musical da Rádio USP foi considerada a melhor do ano. Patrícia Palumbo, de Vozes do Brasil e Hora do Rush da Eldorado FM, levará o prêmio de melhor âncora/comunicadora. O prêmio de destaque, pela reformulação da programação e espaço para a MPB vai para a Nova FM. Espaço Informal, de Gioconda Bordon, foi considerado o melhor programa de variedades, e o projeto Personagem Procura Radioator com adaptações de contos de Machado de Assis, veiculado pela Cultura FM em parceira com o Senac, receberá o prêmio pela iniciativa.

Paulo Autran receberá o prêmio de melhor ator por Visitando Mr. Green

Teatro - Rei Lear foi considerado o melhor espetáculo do ano. Sérgio Ferrara levará o prêmio como melhor diretor por Pobre Super-Homem. Mario Bortolloto levará pelo conjunto da obra o prêmio de melhor autor teatral. Paulo Autran será contemplado na categoria melhor ator por sua atuação em Visitando Mr. Green, e a atriz Berta Zemel por Anjo Duro. J. C. Serroni foi considerado o melhor cenógrafo por Rei Lear e Ópera do Malandro. O Teatro Brasileiro de Comédia (TBC) receberá prêmio especial pela restauração e revitalização cultural do espaço em nome de Marcos Tidemann.

Teatro Infantil - A Farsa Quixotesca, Parlapatões - Pia Fraus receberá o grande prêmio da crítica. A montagem de Os Três Porquinhos, com A Pantomima, Cia. Histórias do Baú receberá o prêmio na categoria melhor espetáculo para crianças e, Pirata na Linha, de Aimar Labaki, melhor espetáculo para jovens. De Mala e Cuia, do Circodélico foi eleito o melhor espetáculo de técnica circense. Circus - A Nova Turnê, com a Cia. A Cidade Muda, foi eleito o melhor espetáculo de bonecos para crianças. Amídalas, de Rodrigo Castilho e Marília Toledo, levará o prêmio de melhor musical, e O Caso da Casa, com a Cia. Os Hermeneutas, a melhor adaptação de Clássicos para Crianças.

Artes Visuais - Luiz Sacilotto foi considerado o melhor artista do ano e Tide Hellmeister, da Pinacoteca do Estado, o melhor design. Pazá levará o prêmio de Tridimensional e Pedro Martinelli, do Museu da Imagem e do Som (MIS), pela melhor fotografia. O Livro Carmela Gross, de Ana Maria Beluzzo (Cosac&Naif). foi eleito a melhor arte/comunicação. Matrizes Brasileiras do Expressionismo (Museu de Arte Moderna - MAM) foi considerada a melhor exposição do ano. A mostra Ismael Nery, cuja curadora foi Denise Mattar (Museu da Arte Brasileira) levará o prêmio na categoria retrospectiva.

 




Búzios
Quiromancia
Horóscopo chinês
Altar Virtual
Cartomancia
Novo Tarô
Biscoito da sorte
Realejo
Bola 8
Par perfeito
I-Ching
Runas
Vidente
Numerologia
Horóscopo
 
ENQUETE
Você acha que o senador Eduardo Suplicy e Ana Miranda formam um bom casal de namorados?
:: VOTAR ::
 
FÓRUM
A segunda versão de Casa dos Artistas entrou no ar e, mais uma vez, arrasou a audiência da Globo. Qual é o segredo de Silvio Santos?
 
CHAT
Nome (até 20 caracteres):
Escolha uma sala

| ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA | ISTOÉ DIGITAL |
EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2002 Editora Três