Clique para ver a capa ampliada
EDIÇÃO 134
 CAPA
 ÍNDICE
 Exclusivo Online
 BATE PAPO
 GALERIA DE FOTOS
 JOGOS E TESTES
 MULTIMÍDIA
 QUIZ
 SEÇÕES
 ACONTECEU
 BASTIDORES
 CELEBRIDADE
 DIVERSÃO & ARTE
 ENTREVISTA
 ESTILO
 EXCLUSIVAS
 IMAGENS DA SEMANA
 INTERNET
 MODA
 MUNDO
 QUEM SOU EU?
 REPORTAGENS
 URGENTE
 SERVIÇOS
 ASSINATURAS
 ASSINE NEWSLETTER
 EDIÇÕES ANTERIORES
 ESPECIAIS
 EXPEDIENTE
 FALE CONOSCO
 PUBLICIDADE
 BUSCA

 

 

– Exclusivo Online 22/12/2000 

Teatro
Aluga-se um namorado

Pai da tenista Vanessa Menga, o publicitário Eduardo Menga cria estratégia de marketing para divulgar peça e acaba estreando no palco ao lado de Eri Johnson

Ana Cristina Aleixo

Fotos: Arquivo pessoal
Eduardo Menga: de publicitário a showman

Enquanto circula de carro por São Paulo, o publicitário Eduardo Menga fica à espreita, reparando a reação de motoristas e transeuntes ao dar de cara com outdoors com a propaganda "Aluga-se um namorado", que traz ainda o telefone de uma suposta agência que presta o serviço.

Outro dia, Menga flagrou uma senhora acionando o celular bem na frente de um dos cartazes. "Pedi para um amigo fotógrafo ficar atento porque não duvido de que essa cena se repita a todo instante", diverte-se o publicitário, criador da "peça", que está espalhada em 40 pontos da capital desde meados de dezembro.

Do outro lado da linha, uma telefonista faz uma ficha os solitários e curiosos da cidade e os convidam para assistir à peça Aluga-se um Namorado, do inglês James Scherman, que está sendo produzida por Menga e entra em cartaz no dia 11 de janeiro, no Teatro Procópio Ferreira, em São Paulo.

Preocupado com o retorno do investimento, Menga bolou outras estratégias de marketing, não só para promover o espetáculo, mas para dar uma força aos espectadores que buscam um par. "As pessoas estão à procura de um namorado mesmo. Outro dia, uma garota de 12 anos ligou", conta.

Eduardo Menga e seus colegas da peça: sob chantagem

Na porta do teatro, ainda serão vendidos outros produtos, como um broche em forma de coração. "Quem tem namorado deve usá-lo do lado esquerdo, quem não tem...", ensina o cupido. A quantia arrecadada será doada ao Instituto Escola Brasil que cuida de menores carentes.

Participação especial - Foi por acaso que o publicitário de 48 anos transformou-se em produtor. Há seis meses, um amigo o apresentou ao ator Eri Johnson, que encenou por dois anos a peça no Rio de Janeiro e, desde então, pretendia trazê-la a São Paulo. A comédia mostra as agruras de uma garota judia que recebe a visita dos pais, tradicionalíssimos, e tem de lhes apresentar um namorado. Solteira, ela apela para uma agência. Pronto, a confusão está armada.

Encantado com o texto de Aluga-se, Menga arregaçou as mangas, correu atrás de patrocínio e, de quebra, ganhou uma participação especial no espetáculo. O publicitário, que trabalhou durante 18 anos no Circuito Profissional de Tênis Masculino, divulgando o esporte em toda a América Latina, fará sua estréia nos palcos como pianista.

Os filhos Eduardo, Vanessa e Alessandra: cada um na sua

Desde os 12 anos, Menga toca piano e violão, mas não seguiu carreira. Na peça, além de tocar alguns sucessos de Roberto Carlos e Vinícius de Moraes, ele apresentará algumas de suas composições. "Vou matar minha frustração", brinca o publicitário.

Sua filha, a tenista Vanessa Menga, de 24 anos, elogia a iniciativa. "Ele tem muito talento e sensibilidade. Estou feliz que tenha encontrado um meio de se satisfazer", afirma ela, que tentou acompanhar aulas de gaita, mas, por conta do esporte, teve de desistir.

Em contrapartida, Menga não recebe os mesmos elogios da filha dentro das quadras. "Jogo de vez em quando, mas em casa cada um sempre fez o que quis", diz ele. Menga ainda tem mais dos filhos, Alessandra, de 21, e Eduardo, de 16. Nenhum dos dois mostrou interesse por tênis ou música.

Menga ao piano ao lado de Alessandra

Chantagem - Para convencer Menga a subir ao palco, Eri Johnson, que também dirige o espetáculo, apelou para a chantagem. "Enquanto ensaiávamos, anunciava: "Vou sonorizar a peça inteira'", lembra Johnson. Mas, enfim, quando sugeriu ao parceiro que assumisse o papel de músico, ele declinou.

"Você é capaz, está superenvolvido com a montagem e tem de aceitar. Caso contrário, vamos ter de contratar alguém", instigava o diretor, até o dia em que Menga balançou. Três dias depois, aceitou.

Entusiasmado com a missão, Menga vem se dedicando integralmente à montagem. Ele sabe que comprometeu suas noites de quinta a domingo, enquanto durar a temporada, ao assumir o compromisso.

Dia desses, apareceu no teatro que estava fechado. Ele diz que não sabe ao certo por quanto tempo ficou circulando entre a paltéia e o palco. Recebeu um telefonema de Johnson que se surpreendeu: "O que você está fazendo aí?" Menga delirava: "Estava pensando em quantas pessoas já passaram por aqui, entre artistas e espectadores", conta o publicitário. Pela primeira vez, ele vai sentir na pele o que é estar num palco.

Comente esta matéria




Búzios
Quiromancia
Horóscopo chinês
Altar Virtual
Cartomancia
Novo Tarô
Biscoito da sorte
Realejo
Bola 8
Par perfeito
I-Ching
Runas
Vidente
Numerologia
Horóscopo
 
ENQUETE
Você acha que o senador Eduardo Suplicy e Ana Miranda formam um bom casal de namorados?
:: VOTAR ::
 
FÓRUM
A segunda versão de Casa dos Artistas entrou no ar e, mais uma vez, arrasou a audiência da Globo. Qual é o segredo de Silvio Santos?
 
CHAT
Nome (até 20 caracteres):
Escolha uma sala

| ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA | ISTOÉ DIGITAL |
EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2002 Editora Três