Reportagens  
 Envie esta matéria para um amigo
Globo 40 anos / Curiosidades
Você sabia?
A TV Globo marcou história na televisão brasileira e, também, quebrou muitos tabus. A emissora registrou pela primeira vez no mundo o fenômeno da pororoca (onda gigante que se forma no
rio Araguari, na região amazônica) e, através das novelas, mostrou aos brasileiros a primeira masturbação e o primeiro orgasmo da telinha.

Conheça alguns momentos marcantes da Globo:

• O primeiro serial killer da tevê brasileira foi “O Rato”, da novela O Sheik de Agadir, exibida pela Globo em 1967.

• Em 1969, o Jornal Nacional foi o primeiro telejornal brasileiro exibido em rede e ao vivo.

• A primeira transmissão em cores da tevê brasileira foi da Globo: a cobertura da
Festa da Uva de Caxias, em 1972.

• O primeiro ator a interpretar uma mulher foi Ziembinski, em O Bofe, de 1972.

• Depois de oito anos de tentativas, em 1977 a equipe de Amaral Netto, O Repórter registrou pela primeira vez no mundo o fenômeno da pororoca.

• O primeiro papelote de cocaína apareceu na novela Cavalo de Aço, de 1977.

• Os primeiros pêlos pubianos mostrados na telinha foram de Tony Ramos, na mesma novela.

• O primeiro orgasmo foi de Regina Duarte, em Malu Mulher, de 1979.

• A primeira masturbação foi da atriz Débora Duarte na novela Coração Alado, de 1980.

• O primeiro baseado apareceu em Água Viva, de 1980. Na cena, o ator Fernando Eiras
enrolava um cigarro de maconha.

• Os primeiros seios por inteiro foram mostrados na minissérie Quem Ama Não Mata, de 1982, quando a atriz Denise Dumont tirou a blusa.

• A primeira minissérie brasileira foi Lampião e Maria Bonita, com oito episódios, exibida pela
Globo em 1982.

• O primeiro beijo na boca entre dois homens foi dado na novela Um Sonho a Mais, de 1985.
Os protagonistas da ousadia foram os personagens Volpone (Ney Latorraca), travestido de
travestido de Anabela, e Pedro Ernesto (Carlos Kroeber).

Fonte: Almanaque da TV – 50 anos, de Ricardo Xavier e Rogério Sacchi (Editora Objetiva, 285 pags.)