- Anuncie
- Assine

   
 
Reportagens // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Ensaio
Príncipe moderno
No papel de Edgar de Ti-ti-ti, Caio Castro foi alçado ao posto de novo galã da Globo e bom-moço e romântico, ele conta como conquistou sua independência financeira e admite atração por mulheres mais velhas

Daniele Maia Fotos Felipe Varanda/Ag.IstoÉ

Camisa branca Reserva
Short British Colony
Sunga Blueman

Morando no Rio de Janeiro há quase três anos, Caio, que é paulista de são Bernardo do Campo, se diz completamente adaptado à cidade. Adora surfar, jogar bola, andar de kart, tocar violão e sair com os amigos. Seu único lamento é a saudade da família. Além dos pais, se ressente da ausência da avó, Isaura, e do irmão por parte de pai, Enzo, de 3 anos. Tanto que tatuou as iniciais da mãe, do pai e da avó no pé esquerdo. Tem também o nome do irmão no braço esquerdo, um dragão no braço direito e um símbolo que significa proteção, na perna esquerda. “Cara, família é a base de tudo. Sei que só estou aqui hoje porque tive todo o apoio deles. Meus pais se separaram quando eu tinha 8 anos, mas sempre foram muito presentes. Meu pai então, é meu ídolo maior.”

Ao lembrar do início de carreira, que, aliás, começou por acaso, quando resolveu participar do concurso promovido pelo Caldeirão do Huck em 2007, que escolheria o Casal Malhação, Caio mais uma vez fala com carinho do pai: “no dia da final, quando fui um dos escolhidos, liguei pra ele na hora. Percebi ele chorando do outro lado da linha e também não segurei a emoção”, conta o ator, que concorreu com 25 mil candidatos e mesmo sem nenhuma experiência, abocanhou a vaga. “Acho que conquistei os jurados pela minha espontaneidade. Todo mundo fala que tenho um carisma forte também”, diz. Agora, faz questão de estudar e se dedicar à profissão. “Não existe sorte, simplesmente. A gente tem que corresponder, estar preparado para quando as boas oportunidades pintarem.” E pintou. Depois de três temporadas em Malhação, o rapaz deixou a novela teen para ganhar um papel de destaque em Ti-ti-ti. “Quando rolou o convite, além de estudar, quis compor um visual condizente com um cara mais velho. Achei importante malhar para ganhar massa muscular. e consegui. Ganhei uns 7 quilos. Fora isso, o corte do cabelo ajudou a me desgrudar daquele rosto de menino que tinha em Malhação”, conta ele, ao lembrar que o personagem tem em torno de 28 anos.

“Fiquei com cara de homem, de mais velho. Adorei o resultado.
E, pelo visto, agradei às mulheres também, né?”
Caio Castro, sobre a mudança de visual para viver seu personagem em Ti-ti-ti

Com apenas três anos de profissão, Caio Castro se orgulha de ter conquistado sua independência financeira. Com seu jeito de príncipe moderno, é um dos atores mais solicitados para fazer baile de debutantes por todo Brasil. O cachê, ele não revela, mas admite que veio desses trabalhos a grande alavancada de suas finanças: “nossa, já conheci esse País quase todo. Teve época que fiz 4,5 cidades em um final de semana”, conta. Com o cofrinho cheio, se presenteou com um de seus sonhos de consumo. Comprou o primeiro carro, uma pick-up zero-quilômetro. “Cheguei na concessionária todo prosa. Comprei à vista. Me senti o adulto, o responsável. Na saída, já dirigindo meu carro, vi pelo retrovisor meu pai no carro dele, atrás do meu, chorando à beça. Fiquei muito feliz por ter visto essa cena e por ter dado esse orgulho a ele. inesquecível.”

Nada mal, mesmo para quem desde os 14 anos pega no batente. Filho de um empresário e de uma dona de casa, o ator optou por começar a trabalhar cedo e ter o próprio dinheiro. Seu primeiro emprego foi como garçom em uma lanchonete em são Paulo: “estudava de manhã e trabalhava à tarde. Tive essa vontade porque queria muito um Playstation 2. S ó que meus pais sempre foram muito pé no chão. Se fosse coisa cara, eles diziam: espera o natal, espera o Dia das Crianças, sei lá, qualquer data importante. Isso foi bom. Me deu consciência sobre dinheiro e responsabilidade com a vida, com tudo”, diz ele, com um jeitinho responsável que o torna ainda mais sedutor.

Assistente Styling FABIANO DIAS
Styling Lucio Fonseca Conceito Bianca Zaramella
Beleza RICARDO TAVARES
Agradecimentos: SHERATON HOTEL/
SÃO CONRADO, RIO DE JANEIRO

 

PÁGINAS :: << Anterior | 1 | 2
   


Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS