- Anuncie
- Assine

   
 
Reportagens // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Semana de Moda NY
Fashion and the City
Os desfiles anteciparam as tendências da Primavera-Verão 2011. Nas passarelas, predominaram cores neutras, formas geométricas e looks básicos

Por Bianca Zaramella, de Nova York


CAROLINA HERRERA Conhecida por seu estilo consistente, a venezuelana fez duas apostas: Flores e feminilidade. Os vestidos longos ganharam volume e bordados soisticados

EM MAIS UMA EDIÇÃO da Mercedes- Benz Fashion Week, que teve início na quinta-feira 9, em Nova York, os estilistas apostaram em peças tradicionais para a Primavera-Verão 2011. Realizados pela primeira vez no Lincoln Center, os desfiles apresentaram peças básicas, em sua maioria. "Depois da crise americana, a mulher quer investir em peças mais neutras", explica Cathy Horyn, jornalista de moda do New York Times. Na nova cartela de cores, o branco virou hit da estação ao lado de tons neutros como azul-marinho, cinza e bege.

O desfile de Alexander Wang, nome forte da nova geração, trouxe o branco repleto de referências esportivas. Coletes e camisas ganharam recortes, zíperes e novas formas. A cor também apareceu na passarela da Lacoste, aliada às formas geométricas, em uma coleção bem mais clássica do que a marca costuma fazer pelas mãos do estilista Christophe Lemaire. Blusas e vestidos ganharam cortes retos e, as calças, ficaram mais amplas, com pregas e comprimento logo acima do joelho. Donna Karan explorou ícones como o trench coat e a combinação de blazer e pantalona, idolatrada por suas consumidoras. À frente da grife Diane Von Furstenberg, o estilista Yvan Mispelaere preservou a sofisticação e a famosa estamparia da marca, ousando na cartela de cores (azul-turquesa, coral e roxo) - no desfile, marcou presença a atriz americana Sarah Jessica Parker.

Comemorando 25 anos, Tommy Hilfiger teve sua primeira fila repleta de celebridades, como o cantor Lenny Kravitz, o ator Patrick Dempsey e a lindíssima Rumer Willis, filha de Demmi Moore, além de Jennifer Lopez, que chamou a atenção vestindo minissaia e botas cuissards. Todos aplaudiram o american way of life exibido na passarela, traduzido em pantalonas, shorts de cintura alta, paletós bem cortados e vestidos fluidos, em branco, marinho e vermelho. Carolina Herrera mostrou impecáveis vestidos de festa, arrancando olhares atentos da poderosa editora Anna Wintour, da Vogue América. Tons de verde e vermelho, flores e detalhes delicados estamparam os modelos, muitas vezes com silhueta mais ajustada. Elegantérrimas saias-lápis voltam como tendência para a nova estação da estilista venezuelana.

Os brasileiros também arrancaram aplausos em terras estrangeiras. Carlos Miele buscou inspiração nas cores e formas das borboletas. A passarela do designer foi embalada pela voz de Bebel Gilberto cantando a música "Another Brick In The Wall", do grupo Pink Floyd, outra referência da coleção. "Miele tem um trabalho artesanal muito interessante", comentou Carine Roitfield, badalada editora da Vogue Paris. Entre as convidadas, estavam Heleninha Bordon, Paula Merlo, Cacá Ribeiro e a top Jeisa Chiminazzo, além da it-girl Olívia Palermo. Alexandre Herchcovitch fez sucesso com seus vestidos geométricos, uma referência aos origamis japoneses. Ao excelente trabalho de modelagem e construção, o estilista adicionou cores fortes, como laranja, verde, azul e rosa. A semana de moda americana segue até quinta-feira 16.

 

1 | 2 | 3 | 4 | Próxima >>

   


Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS